Coluna Olhares

Olhares por Mara Mansani

Olá, queridos professores e professoras, que fazem a educação acontecer, em suas redes, escolas e salas de aula, em cada canto desse nosso imenso Brasil!

Que bom estar com vocês, aqui no Blog Redes Moderna, nesse espaço colaborativo da Coluna de Educação, “Olhares”!

Sou Mara Mansani, professora há 34 anos, em escolas públicas no Estado de São Paulo. Nessa trajetória, venho atuando em vários segmentos, na Educação Infantil, também de 1º ao 5º ano do Fundamental 1 e na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Ser professora não estava em meus planos e sonhos, mas me apaixonei pela profissão ao meu primeiro contato com a educação. Me formei no magistério, também superior e venho nessa jornada estudando, me especializando na área de alfabetização. Esse empenho e estudo me rendeu em 2014, o Prêmio Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, com um projeto onde meus alunos foram alfabetizados e se tornaram autores de cinco livros maravilhosos com textos de lengalenga. Atualmente, trabalho também com formação de professores e participo de duas grandes Redes de conexão de professores, no Brasil a Conectando Saberes apoiada pela Fundação Lemann e a Comunidade Atenea, Rede Latino-Americana apoiada pela Fundação Varkey.

Agora que já sabem um pouco sobre minha trajetória na educação, tenho um convite especial para vocês, queridos amigos de profissão! Uma parceria pela educação de qualidade: eu, você e a Moderna!

Sim, uma parceria aqui na “Olhares”, nossa nova coluna de educação, no Blog Redes Moderna, com encontros quinzenais, para trocar experiências e práticas pedagógicas, tratar de tendências da educação, de temas relevantes para professores e para as escolas, com foco voltado para a alfabetização, relação com as famílias e a EJA.

Olhares que levem a reflexão para a construção coletiva de uma educação de qualidade a todos! Vai ser incrível! De professor, para professor, com a Moderna!

Para começar e selar essa nossa parceria, trago um tema que deve sempre estar em nosso planejamento e ainda mais agora nesse momento de retorno às aulas, seja no modelo remoto, presencial ou híbrido, “Como engajar e acolher os alunos?”.

Por isso, compartilho com vocês:

Quatro dicas, em práticas pedagógicas, para você se inspirar e desenvolver com sua turma.

1- Ouvir para acolher!

Depois de tanto tempo em distanciamento social, as emoções estão a flor da pele, todo mundo quer e precisa falar. Imagine na volta às aulas, nossos alunos querendo por tudo para fora. Nem sempre há espaços e tempos de escutas previstos para eles, por isso inclua no seu planejamento esse momento tão especial, que pode acontecer em uma roda de conversa que estimule a participação de todos. Para preparar, antecipar e facilitar ações para esse momento de escuta e fala, antes de iniciar as aulas (se possível) ou logo nos primeiros dias, você pode criar uma nuvem de palavras para a turma participar on-line, ou pelo WhatsApp e ou até mesmo em formato impresso, para que os alunos respondam: “ Na volta às aulas, eu quero…”

A proposta é criar um painel com sentimentos e expectativas dos alunos na volta às aulas, e a partir das respostas abrir a roda de conversa, onde você professor, professora, faça a mediação para que todos possam se sentir bem acolhidos na turma, na escola ou sala de aula virtual. Imprima a nuvem criada, ou monte um painel a partir das respostas recebidas no WhatsApp e as respostas escritas pelos alunos.

  • Para alunos de todos os segmentos.
  • Formato de ensino: remoto ou híbrido.
  • Materiais: Aplicativos: WhatsApp e um para a criação da nuvem de palavra (sugestão Mentimeter) https://www.mentimeter.com/
2- Para motivar à volta as aulas

Para chamar os alunos para a volta às aulas e mostrar o quanto eles são importantes para toda a escola, faça gravações com mensagens personalizadas, usando os nomes de cada aluno da turma, com pessoas que fazem parte do dia a dia da escola, a merendeira, o inspetor, você etc. Veicule pelo WhatsApp das famílias. As mensagens podem ser em vídeo ou áudio. Imagine eles recebendo uma mensagem que foi feita especialmente para ele, será emoção na certa! Uma ação dessa pode até evitar uma possível evasão escolar.

  • Para alunos de todos os segmentos
  • Formato de ensino: remoto, presencial e ou híbrido.
  • Materiais: celulares e ou outros equipamentos para a gravação de áudios ou vídeos.
3- Para criar pertencimento! A nossa escola!

Para alunos da Educação Infantil e alfabetização, que ainda não conhecem a escola (ou mesmo para aqueles que conhecem e estão com saudades) e vão começar as aulas ainda no formato remoto, vale apresentar a escola em gravações em vídeos. No ensino presencial, uma das

primeiras atividades é fazer um tour por todos os espaços da escola. Então, você pode combinar com outros professores e cada um apresenta um espaço, explicando seu uso, reforçando a mensagem que tudo está sendo preparado para recebê-los, quando as aulas voltarem presencialmente. Isso cria um sentimento de pertencimento: minha escola!

  • Para alunos de Educação Infantil ou 1º ano na alfabetização. Para os demais com adaptações na mensagem gravada.
  • Formato de ensino: remoto.
  • Materiais: celulares e ou outros equipamentos para a gravação de vídeos.
4- Conhecendo a turma: Mural da turma , quem sou eu

Uma prática bem bacana para conhecer a turma é criar um mural digital (pode ser em PPT ou um aplicativo de uso da turma) ou em papel com a produção dos alunos, onde eles se desenham e escrevem um pouco sobre eles. Oriente para escreverem como se chamam, idade, sua preferencias em brinquedos e brincadeiras e o que mais quiserem escrever. Para turmas iniciais de alfabetização, alguém da família ou você professor em sala pode ser o escriba, mas a parte imagética é com eles. Uma produção dessa, além de dar um panorama da turma, pode ser também um diagnóstico de como está a aprendizagem deles, na oralidade, na produção escrita, na fase da alfabetização. Todos podem fazer em papel e depois a produção pode ser fotografada, para a composição do mural digital e ou impressa para o mural físico.

  • Para alunos de todos os segmentos, com adaptações de acordo com a fase de aprendizagem.
  • Formato de ensino: remoto, presencial e ou híbrido.
  • Materiais: celulares para fotografia. Papel e lápis.

Espero que gostem e se inspirem a volta às aulas.

Até aproxima! Um abraço forte!

Sobre o(a) autor(a)

Artigos

Professora há quase 30 anos, lecionou em vários segmentos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, passando também pela Educação de Jovens e Adultos (EJA). Recebeu o Prêmio Educador Nota 10, na área de Alfabetização, com o projeto Escrevendo com Lengalenga. Atualmente, assina a coluna Olhares no blog Redes Moderna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.