fbpx

Professor, como otimizar o seu tempo nesta quarentena

By | Educação inovadora | No Comments

Com as aulas sendo mediada por tecnologia, o professor teve sua rotina de trabalho modificada, e teve que se reinventar para apoiar a aprendizagem dos estudantes. Vale lembrar que a atividade docente sempre foi muito puxada e além da sala de aula.

Uma aula mediada por tecnologia é muito diferente de uma aula presencial e requer muitos pontos de atenção, como o planejamento, produção de atividades, correções destas atividades, conversa com a turma, orientações aos pais, entre outras.

Diante deste cenário é necessário cuidar da saúde mental e otimizar o tempo para possa realizar atividades prazerosas e também dar a atenção aos seus familiares. Estamos vivenciando uma situação desafiadora em que faz necessária rever a rotina para que a mesma não seja prejudicial a saúde.

Para replicar – como otimizar o tempo

Reunimos algumas sugestões para te auxiliar a rever sua rotina de trabalho e otimizar o seu tempo que passa pelo planejamento, produção de atividades, orientações aos pais e familiares, flexibilização da carga horária. Vamos lá?!

Planejamento

Professor, faça um planejamento semanal de suas atividades. Programe por prioridades e prevendo tempo para a realização das mesmas, estabelecendo metas. Essa é uma ação simples e eficaz para analisar que não esteja produzindo atividades que não seriam necessárias neste momento.

Produção de atividades

É importante ouvir os estudantes, seus anseios, suas dúvidas e saber se estão conseguindo realizar as atividades propostas e principalmente saber se todos estão conseguindo acessar o conteúdo.

Essa ação contribuirá para nortear o trabalho do educador e auxiliar a equilibrar as atividades, compreendendo as dificuldades dos estudantes, focando em ações/atividades necessárias.

Sobre a autora do post

Débora Garofalo

Débora Garofalo

Colunista

Débora Garofalo é Assessora Especial de Tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE SP) e professora da rede pública de ensino de São Paulo. Formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil, Vencedora no Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT e considerada uma das dez melhoras professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

Orientação aos pais

A orientação aos pais, é importante neste momento, mas é preciso avaliar sua periodicidade, por exemplo é necessário o envio diário, é possível o seu envio semanal? Posso encontrar outras maneiras de fazê-la, como gravar um vídeo e deixar em algum suporte digital e ou encaminhar um áudio por mensagem instantânea. Planejar essa rotina, é importante para rever e equilibrar a rotina de trabalho.

Flexibilize a carga horária

É importante tecer o olhar para a flexibilização da carga horária. A aula mediada por tecnologia é muito mais cansativa do que uma aula presencial, requer condições, interatividade, além de questões de ergonomia. É preciso ter equilíbrio entre a carga horária e as atividades realizadas durante o período de aula, levando em consideração que os pais que estão apoiando a aprendizagem, estão se revezando com o teletrabalho.

Esse é um momento que nos coloca muito desafios e também nos trazem muitos aprendizados, mas é sem dúvida um período que precisamos cuidar uns do outro. Em muitos lugares a quarentena deu início na segunda metade de março e se tem se prolongado até os dias atuais, por isso, é essencial otimizar o tempo para que o trabalho não se prolongue mais do que a jornada de trabalho e o professor tenha tempo para estudar, estar com a família, realizar leituras e fazer atividades prazerosas.

Um abraço carinhoso!

Débora

Economia circular e reciclagem

By | Sustentabilidade | No Comments

Um grande desafio para a economia mundial é compatibilizar crescimento com sustentabilidade ambiental. Esse desafio se desdobra em três questões:

1. Como garantir o suprimento de matérias primas para a produção crescente de bens de consumo?

2. Como garantir que os resíduos da produção e produtos descartados após o uso não contaminem o meio-ambiente?

3. Como reduzir as emissões de gases do efeito estufa?

A produção industrial, hoje, está baseada em extração de recursos; produção de bens e descarte ou reciclagem de resíduos e de bens pós-consumo. A Economia Circular propõe que o projeto de novos produtos seja feito de modo a garantir a possibilidade de reciclagem total dos materiais utilizados na sua fabricação e/ou a reutilização de suas partes. Na economia circular nada morrerá, tudo será reaproveitado ou reciclado. No limite, não haverá mais lixo, apenas materiais a serem reciclados e reutilizados. O que não puder ser reciclado deverá ser biodegradável sem deixar resíduos tóxicos.

A indústria gráfica não está tão longe de migrar para esse novo modelo. No Brasil, papel, cartão e papelão são oriundos de fonte renovável – árvores cultivadas. Os produtos impressos, após seu uso, já são largamente reciclados (68% no Brasil, 72,5% na Europa). Já estão disponíveis tintas e vernizes com componentes renováveis e que possam passar pelo processo de reciclagem. À medida em que clientes e consumidores finais compreenderem o significado de economia circular, espera-se que passem a preferir produtos projetados segundo esse conceito. A campanha Two Sides apoia e encoraja iniciativas que ajudem a fechar esse ciclo virtuoso.

Equipe Two Sides Brasil

Para saber mais:
www.twosides.org.br
www.ideiacircular.com

Portfólios: A importância deste instrumento em tempos de pandemia

By | Educação inovadora | No Comments

A pandemia tem desafiado educadores, estudantes e familiares, principalmente, por ser algo que não vivenciamos antes em nossa recente história com a Educação. Não existe uma receita de bolo e todos estamos aprendendo neste momento. 

Temos educadores de todo o país, das escolas particulares e públicas ministrando aulas mediada com o suporte da tecnologia e complementando com orientações escritas aos familiares, principalmente, porque esta pandemia revelou também uma desigualdade muito grande entre os nossos educandos, em que se faz necessário um esforço coletivo para que todos tenham acesso a educação e ninguém fique para trás. 

E diante deste necessário é importante ter o olhar para instrumentos que norteiem o processo de ensino aprendizagem, como a produção de um portfólio. Abaixo, reunimos algumas orientações para enfatizar a importância de orientar os estudantes e familiares nesta organização que servirá para intervenções pedagógicas neste momento e após a pandemia. Vamos lá?!

Para replicar:  Portfólio

O portfólio é um importante instrumento pedagógico para estudantes e professores por apresentar a evolução do processo de aprendizagem e permitir intervenções, melhorias na aprendizagem cognitiva, planejamento, replanejamento de ações e atividades, entre outros.

Este instrumento, não serve apenas como uma ferramenta avaliativa, mas permite representar pensamentos, sentimentos, maneira de agir e principalmente de apresentar como as habilidades e competências estão sendo desenvolvidas, além de ser uma importante experiência preparação para a vida adulta e no mercado de trabalho.

Não existe uma maneira específica para realização deste instrumento e o mesmo atende toda a educação básica. Neste momento tornou-se essencial pelo isolamento social e pelas particularidades e especificidades de cada território educativo.

Sobre a autora do post

Débora Garofalo

Débora Garofalo

Colunista

Débora Garofalo é Assessora Especial de Tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE SP) e professora da rede pública de ensino de São Paulo. Formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil, Vencedora no Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT e considerada uma das dez melhoras professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

Veja algumas sugestões de como realizá-lo:

Orientações aos estudantes e aos familiares: é importante orientar os familiares e estudantes a organizar o portfólio. Conversar sobre a importância e sobre as possibilidades que deverão ser discutidas e avaliada.

Possibilidades de realização: o mesmo pode ser realizado em suportes digitais e temos suportes específicos para isso e ou de maneira impressa, para ser apresentada no retorno que será o ponto de partida para retomada das aulas presenciais. 

No ambiente digital existem diversas maneiras de criá-lo, no entanto, é importante, ter o cuidado para que os estudantes tenham acesso a internet para que possam subir os suas produções e atividades. Entre as ferramentas, podemos citar o webnode, que é gratuito e tem a finalidade de apresentar trabalhos e pode se adaptado ao universo educativo, o padlet, que é fácil de manusear e ainda pode ser colocado realizado murais e ser acrescido em ferramentas de colaboração como o google sala de aula.  

No ambiente impresso, o portfólio deve ser realizado em cadernos e em pastas, orientando os registros, com imagens, produções, artigos de produção e até criações mão na massa. Para que sejam apresentadas em uma retomada das aulas presenciais. No entanto, deve enfatizar os estudantes e familiares que em caso de dúvidas é preciso que elas sejam sanadas no momento da realização da atividade e que somente a atividade deve ser guardada para troca no retorno das aulas. 

O portfólio faz parte do processo avaliativo e neste momento os estudantes estão preocupados em saber como ele será avaliado.  O mesmo serve também aos educadores que tem se preocupado em como avaliar o processo durante esse período e com o retorno das aulas presenciais, desta maneira, ambos poderão se beneficiar. Os estudantes em acompanhar sua evolução durante esse período e o professor em intervir no processo de aprendizagem. 

E você professor (a), como tem trabalhado com esse tema? Conte aqui nos comentários.

Um abraço carinhoso! E se puder, fique em casa.

Débora

A importância de incluir as metodologias ativas na sua próxima aula

By | Educação inovadora | No Comments

Com o isolamento social e as aulas sendo realizadas com a mediação das tecnologias, é essencial incluir as metodologias ativas nos planos de aulas.

Uma aula mediada pela tecnologia é muito diferenciada da aula presencial. Na aula presencial a interatividade está muito presente, sendo diferenciada em suportes digitais, por isso, é importante adotar metodologias diferenciadas como as aprendizagens ativas que abordam resolução de problemas, sala de aula invertida, design thinking, entre outras.

Os modelos visam tirar o aluno da passividade e trazê-lo para o centro do processo de aprendizagem, para que exerça um papel ativo, protagonista na construção da sua aprendizagem e mesmo diante de suportes digitais é possível incluir as metodologias ativas para as aulas.

Para replicar

As modalidades de metodologias ativas diferem enquanto a estrutura e a abordagem, para propiciar a colaboração e a participação estimulando a criatividade e a inventividade para resolver problemas reais, produzir conteúdo e realizar atividades, como participar de um debate por chat, vencer etapas de um jogo, em que os estudantes se envolvem com a construção das atividades, tornando-os pertencentes e aprendendo de maneira significativa.

Sala de aula invertida

A sala de aula invertida permite que o estudante tenha acesso ao conteúdo de maneira antecipada, utilizando as aulas para enriquecer debates e se aprofundar o conhecimento. Neste momento, é importante trabalhar com a sala de aula invertida, para otimizar e potencializar as aulas. Pode ser encaminhado aos estudantes, textos de diferentes gêneros textuais, podcasts, vídeos curtos, filmes, para que no momento da aula, possa ser retomado os pontos do conteúdo estudado e utilizado no desenvolvimento das atividades.

Contextualize

Para os estudantes é essencial contextualizar o disparador/tema/habilidades a ser trabalhada, aguçando com perguntas norteadoras que levará a buscar por resoluções de problemas, em que pode ser usada atividades “mão na massa”, mapas mentais e estratégias como design thinking, para que os estudantes possam idealizar as soluções e com saídas criativas, podem ser postado em ambientes virtuais, como grupos de WhatsApp, Telegram, chats de plataformas de interação como hangouts, Zoom, Teams.

Metodologia ativa na abordagem dos conteúdos

A implementação das metodologias ativas, exige um novo olhar do educador, que se torna um mediador e estimula a curiosidade e o pensamento crítico. Assim, na abordagem de um conteúdo, ele pode direcionar para o grupo de estudantes desafiando a resolver um problema em colaboração.

A ferramenta Zoom, permite que você agrupe os estudantes em salas de estudo para que grupos de estudantes conversem sobre um assunto em grupos menores, desta maneira, é possível trabalhar a metodologia ativa entre pares e entre times para encontrar soluções em grupos.

Cada situação requer uma abordagem diferenciada que pode ser construída com aulas mediadas por tecnologia. E você querido professor, como tem trabalhado com as metodologias ativas nas aulas mediadas por tecnologia? Conte aqui nos comentários e ajude a fomentar práticas docentes.

Um abraço,

Débora

Sobre a autora do post

Débora Garofalo

Débora Garofalo

Colunista

Débora Garofalo é Assessora Especial de Tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE SP) e professora da rede pública de ensino de São Paulo. Formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil, Vencedora no Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT e considerada uma das dez melhoras professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

BAIXE JÁ A NOVA EDIÇÃO DA EDUCATRIX

By | EDUCATRIX | No Comments

A edição 18 da revista Educatrix já está disponível para download!

Para esta edição, convidamos, você, educador, a participar de um mergulho profundo no tema Projeto de vida. Para nos ajudar nesta missão, convidamos especialistas que embarcaram conosco em busca por respostas sobre como colaborar com a formação dos alunos, sem esquecer da construção dos projetos dos próprios professores.

Esperamos que vocês encontrem ferramentas para que essa grande jornada de conhecimento, se reverbere em ações para aplicarmos em nossas salas de aulas, em nossas comunidades escolares e que, acima de tudo, sigamos construindo, juntos, cada vez mais, uma educação para a vida.

FORMAÇÕES EDUCATRIX

Para que a sua equipe esteja ainda mais integrada com as melhores tendências, elaboramos as Formações Educatrix: oficinas totalmente gratuitas criadas a partir dos conteúdos da revista.