Autores ModernaColuna Ativar

3 recursos da natureza para ações e projetos criativos 

Acostumados com telas touch, vídeos no YouTube, jogos digitais, muitas vezes, nossos estudantes e mesmo nós, esquecemos da riqueza de recursos que temos na natureza, tão próximos a nós e o melhor: gratuito e sem poluir. Por isso, hoje, esqueça o tablet e deixe a cartolina pra lá. Se prepare que o nosso olhar vai se voltar para ela: a mãe natureza e seus recursos. 

Vamos a eles? 

Recurso 1: Gravetos de árvores – podem ser utilizados para atividades que envolvam desafios STEAM (ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática) como: construção de pontes, construção de casinhas, produção de bonequinhas, releitura de obras de arte, etc. Especialmente para substituir materiais como canudos, isopor e papel crepom. 

Recurso 2: Pedras – não, você não leu errado, prof. Pedras podem ser um ótimo recurso para criar jogos envolvendo adição, subtração, com personagens históricos pintados, para criar histórias malucas, onde cada um segura uma pedra com um desenho de uma cena ou personagem e deve continuar a história com a peça sorteada ou mesmo para explorar o corpo humano ou o universo, como nos exemplos abaixo: 

Recurso 3: Folhas de árvores 

Folhas de árvores podem ser torcidas e utilizadas como tinta numa folha A4, podem se transformar em obras de arte, podem dar vida à personagens, podem ser coletadas em diferentes estações para que se explore a primavera, o verão, o inverno, o outono a partir de suas diferentes cores, painéis coloridos e, de quebra, explorarmos as partes de uma planta com as crianças. 

E aí, quais desses recursos ou outros, você poderia explorar, no seu segmento e área de conhecimento? Fica o desafio para o seu dever de casa, combinado? 

Um super abraço digital, 

Prof. Dra. Emilly Fidelix I @seligaprof 

Sobre o(a) autor(a)

Artigos

Criadora do @seligaprof, onde impacta milhares de professores de todo o Brasil, palestrante e formadora de professores. É doutoranda em História Cultural (UFSC), especialista em Tecnologias, Comunicação e Técnicas de Ensino (UTFPR), professora de pós-graduação no Instituto Singularidades. Atua nas áreas de metodologias cativas, storytelling aplicado à educação e BNCC.