fbpx

Como motivar os alunos a participarem ativamente das aulas online?

Essa é o questionamento de muitos de nós professores, professoras e a reclamação é geral: “Eles estão desmotivados, não abrem as câmeras, não respondem!”

São muitos os fatores que podem influenciar essa situação, alguns deles são fatores externos a escola, mas outros estão diretamente ligados a metodologia adotada por nós, em nossas aulas. Não dá mais para propor aulas, seja presencial  e ou online, onde o papel do aluno se limite a responder as perguntas, ouvir a leitura do professor, sem  interação e conversas entre eles, sem atividades colaborativas, sem autonomia dos nossos estudantes.

Atividades colaborativas para participação ativa dos alunos!

Uma boa forma de mudar esse panorama é começar planejando  e propondo a sua turma , atividades coletivas e colaborativas, que exija a participação ativa de seus alunos e não precisa começar com grandes projetos. Vá experimentando devagar, fazendo ajustes se necessário e quando você menos esperar vai se surpreender com a participação deles. Depois é só ir incorporando essas atividades no planejamento maior, no ensino híbrido por exemplo.

Compartilho com vocês algumas práticas que já desenvolvi em sala de aula, que podem inspirar o seu planejamento e trazer a participação dos alunos. Na minha turma, alunos de 9 e 10 anos, foi sucesso de participação e de aprendizagem!

Murais interativos.  Você sabia que…?

Tema: Animais em extinção no Brasil

Recursos tecnológicos: Teams e lousa digital Jamboard

A proposta foi construir coletivamente, com a participação de todos, um mural digital com informações sobre animais brasileiros em extinção. Para isso, os alunos foram orientados a escolher o animal, a fazer a pesquisa sobre ele, sobre características gerais e motivos que o levaram a entrar na lista de animais que correm o risco de desaparecer. A partir da pesquisa, feita por alguns em casa, por outros na escola, na internet e em livros. Foi disponibilizado a eles uma ficha técnica que deveriam preencher sobre o animal escolhido. A ficha técnica foi impressa, mas pode-se apresentar no Google forms, por exemplo. Depois dessas etapas, em aulas no Teams, começamos a produção do Mural na lousa Jamboard. Envie o link da lousa, compartilhei no formato em que todos pudessem editar, ou seja que todos pudessem dar sua colaboração. Na primeira aula com a lousa, expliquei e deixei que todos experimentassem  e descobrissem os recursos. Foi uma loucura! Rapidamente aprenderam a usar e se encantaram com as possibilidades. Escreveram, colocaram fotos, desenharam, criaram notas adesivas etc. Então, depois dessa exploração entrei propriamente na atividade do mural, apresentando a eles informações sobre um animal pesquisado, em formato “você sabia que?” e um verbete de enciclopédia. Também conversamos  sobre o papel de cada um na composição coletiva do grupo, o respeito ao trabalho do outro e sobre o grande potencial de criação quando fazemos juntos. A primeira colaboração de cada um foi feita de forma simultânea, com minhas orientações e intervenções diretas, esclarecendo dúvidas, orientando ajustes na escrita, entre outras coisas, na aula online. Em combinação com o uso do Teams, os alunos leram suas escritas, explicaram sobre o animal e palpitaram na produção do outro. Mas depois a lousa ficou aberta, mesmo em outros horários, para que eles pudessem continuar a colocar suas contribuições. Em outras aulas no Teams, fomos lendo e vendo o mural surgir lindo, com muita informação, com textos (curiosidades e verbetes) e fotos ilustrativas. Fechamos com uma análise geral dos motivos que levaram os alunos a entra na lista de animais em extinção. O mural foi compartilhado com a equipe escolar.

https://www.microsoft.com/pt-br/microsoft-teams/log-in

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.google.android.apps.jam&hl=pt_BR&gl=US

Veja abaixo o recorte de duas partes do nosso mural:

Indicações literárias no Padlet!

Seguindo os mesmos caminhos do aprendizado e uso da Jamboard, apresentei e ensinei meus alunos a usarem o Padlet, para criar um mural agora de indicações literárias da turma. Resumindo os passos: Apresentei a proposta de criação do mural; Com o Teams  apresentei o Padlet e deixei que experimentassem  todo os recursos Como criar uma “janelinha”, com textos, imagens e links no Padlet; Disponibilizei  alguns  modelos dentre as muitas possibilidades de fazer uma indicação literárias; Os alunos começaram a criar suas primeiras indicações dentro do Mural digital em nossa aula virtual; O mural ficou disponível por alguns dias para que todos os alunos, mesmo sem a professora, pudessem criar; Dúvidas e outras orientações foram dadas também pelo WhatsApp. Assim, construímos um mural maravilhoso, que está em permanente transformação,  que motivou além da participação, ainda mais interesse pela leitura entre os alunos!

https://pt-br.padlet.com/

Playlist da turma, via Spotify

Presentes digitais para o “Dia das Mães!”, com o uso do Canva, Spotify e Teams!

Tempos novos, novas necessidades e novos formatos, por isso o presente dos alunos para as mães esse ano, foi todo construído colaborativamente e no formato digital! Os alunos criaram um diploma personalizado usando o Canva, uma playlist de músicas no Spotify , que foram enviados a cada mãe , no seu dia, via WhatsApp. Para as músicas, também criei uma pequena chamada em vídeo/áudio, como abertura de um programa de rádio especialmente para o Dia das Mães. Elas adoraram!  Para criar o diploma da mamãe, compartilhei na aula no Teams, o Canva, que é uma plataforma de design gráfico e que permite  criar diversas produções de escrita, de vídeo, e muito mais, com os alunos.

Para o diploma, fui a escriba da turma, escrevendo e fazendo toda a formatação com as orientações de todos os alunos. Texto, imagens, formatos, cores, designer todo foi escolha deles. Foi possível também personalizar cada diploma com o nome da mãe de cada um. Fiz um cadastro gratuito no Canva e meus alunos usufruíram dessa minha conta, pois são pequenos ainda para ter uma conta no próprio nome, mas isso não impediu de criarem e usarem a criatividade. Ao final, como não usamos recursos Premium, de conta paga, pudemos fazer o download gratuito de cada diploma em formato em PDF, que foi enviado via WhatsApp. Com o Spotify disponibilizei o link da playlist criada com as músicas de cada um, enviadas as mães. Foi realmente lindo e emocionante!

Playlist da turma:

https://open.spotify.com/playlist/5v2p0i4xNrPuCgdyG4zsAV?si=5b63db642f6f43a4

https://www.canva.com/pt_br/

https://www.spotify.com/br/

Uso também o Mentimeter para criar enquetes e atividades colaborativas, em formato de nuvens de palavras com os alunos, como atividades dentro de um projeto maior no planejamento das aulas da turma.

Quantas as possibilidades, não é? Imaginem o que vocês, queridos colegas, professores e professoras, podem propor e realizar com seus alunos nesse formato de atividades colaborativas! Online ou mesmo presenciais  Depois que se sentirem seguros em realizá-las, vá ampliando propondo simultaneamente  ou ao final, com as atividades coletivas, outras complementares individuais que possam enriquecer ainda mais o processo de aprendizagem dos alunos. Depois, como já disse, incorpore-as no seu planejamento como um todo.

Finalizo com os resultados de minha turma! Mais alunos participando de forma ativa das aulas online! Câmeras abertas, mãos levantadas, explicação deles para outros, apropriação do uso dos recursos tecnológicos pelos alunos em produções autorais, com monitoria das famílias, no uso da Jambord e do Padlet, que ultrapassaram o uso da sala de aula. Mais entendimento, interação , compartilhamento de saberes  e aprendizado de todos!

Garanto a vocês! Depois que começarem a propor em suas aulas atividades coletivas e colaborativas, nem você e nem seus alunos vão querer voltar as aulas passivas!

Um grande abraço! Muito estudo e boa sorte nas suas aulas!

Mara Mansani

 

Sobre a autora do post

Mara Mansani

Mara Mansani

Colunista

Professora há quase 30 anos, lecionou em vários segmentos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, passando também pela Educação de Jovens e Adultos (EJA). Recebeu o Prêmio Educador Nota 10, na área de Alfabetização, com o projeto Escrevendo com Lengalenga.