fbpx

A hora e a vez dos Professores no centro da Educação

O mês de outubro é especial é nele em que comemoramos o dia dos professores! A data no mundo é comemorada no dia 05 de outubro, enquanto no Brasil comemoramos no dia 15 de outubro. Você já parou para pensar o que  existe por detrás desta data tão especial?!

A data no Brasil foi decretada por Pedro I que na ocasião criou o ensino elementar no Brasil e no decreto dispôs sobre o salário dos professores, além das matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e ter contato. 

A educação se faz a muitas mãos, mas sem dúvida nenhuma, os professores estão no centro deste processo! E em especial, esse ano, os professores se reinventaram diariamente diante dos desafios da pandemia.

Ao longo deste ano, ouvi muitas histórias emocionantes, a começar pela minha própria orientadora do Mestrado que se viu diante de um dilema em seguir com aulas mediadas com tecnologia, mesmo com dificuldades de se conectar e que recentemente me relatou que as aulas estão acontecendo e que  estão deliciosas!

Sem contar a infinidade de histórias pelo Brasil, para que a educação não parasse! E me coloco aqui também. Minha trajetória como professora ficou conhecida por muitos, através do reconhecimento internacional do Global Teacher Prize que é considerado o nobel da Educação, em que fui considerada como uma das dez melhores professoras do mundo pelo trabalho de robótica com sucata.  Deixo aqui o link que conta um pouco desta trajetória que se tornou uma política pública no Estado de São Paulo. 

Durante o ano passado e esse vi muitos professores se inspirando com a minha história, outros me agradecendo e muitos querendo aprender para replicar. Muitas destas histórias me deram forças para seguir, sabemos que no dia a dia da sala de aula passamos muita coisa e ter a troca com o outro é essencial. 

O que não poderia saber e nem prever, que também precisaria me reinventar enquanto professora! Lecionando aulas de tecnologia, me vi com a necessidade de encontrar novos caminhos para oportunizar o ensino de programação, cultura maker, entre outros. 

Nunca tinha ministrado uma aula para uma câmera, e de repente me vi fazendo isso para uma rede inteira e com aulas de programação, cultura maker e recebendo novos alunos, aqueles que não tinha um contato tão próximo, possibilitado pelos novos tempos e por permitir se experimentar.

Temos muito o que avançar no quesito de educação, mas se chegamos até aqui, muito deste esforço são de professores que merecem todo o nosso respeito e nossa valorização, com plano de carreira, formação docente, acesso a melhores infraestrutura, entre outros e que neste momento estão fazendo história, transformando um momento difícil em novas oportunidades de aprendizado, ao não permitir que nenhum estudante fique para trás.  

Parabéns professores, por transformar vidas, que possamos continuar nessa caminhada a continuar conquistando mais espaços. É necessário ter altas expectativas para todos os nossos estudantes, mas é essencial ter altas expectativas aos nossos professores.

Um abraço carinhoso,

Débora

Sobre a autora do post

Débora Garofalo

Débora Garofalo

Colunista

Débora Garofalo é Assessora Especial de Tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE SP) e professora da rede pública de ensino de São Paulo. Formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil, Vencedora no Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT e considerada uma das dez melhoras professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

Leave a Reply