Ciclo sustentável do papel chega às escolas

Iniciativa é uma parceria da International Paper, Chamex, Editora Moderna, Two Sides e Ogra

A ação mais recente da parceria entre a editora Moderna e a Two Sides é a produção de 30 mil cartazes mostrando o ciclo sustentável do papel. Metade desse volume já foi distribuída em cerca de 12 mil escolas de todo o Brasil entre os meses de agosto e outubro e o restante será entregue no primeiro semestre de 2020 em eventos e outras atividades do Grupo Santillana.

Além da parceria Moderna e Two Sides, a viabilização dessa iniciativa, denominada Projeto Educadores, contou com o apoio de outros dois membros da Two Sides: a Internacional Paper, que forneceu o papel, e a Ogra Oficina Gráfica, responsável pela impressão dos cartazes.

“O projeto surgiu com o objetivo de desmistificar os mitos associados ao produto e fortalecer o ciclo positivo do papel. E para nós, essa ação, que vai além do produto final, é como compartilhamos conhecimento sobre o setor de florestas plantadas, contamos um pouco mais sobre o processo produtivo 100% renovável, esclarecendo dúvidas que surgem principalmente dentro de uma sala de aula”, afirma Tamara Natale, gerente de Sustentabilidade e Engajamento com a Comunidade e gestora executiva do Instituto International Paper. “É como levamos a informação de forma simples, fortalecendo o uso desse produto milenar e sustentável. Afinal, por trás de cada papel, existe uma história, a preocupação com o meio ambiente, com as pessoas e com as comunidades onde atuamos”, completa Tamara. Para Ana Cristina Suriani, diretora comercial da Ogra, participar do projeto foi uma decisão natural. “Se somos parceiros da Two Sides e compartilhamos as mesmas ideias, nada mais legítimo do que colaborarmos com o que sabemos fazer de melhor.”

Engajamento

Hoje, a Moderna dedica uma parte de seu site institucional à apresentação de seu compromisso com a sustentabilidade e todos os seus livros didáticos (selo Moderna) levam um infográfico com o ciclo sustentável do papel. A meta é conscientizar os agentes escolares e as famílias a respeito desse engajamento, mostrando que há uma cadeia econômica por trás da produção dos materiais (desde a geração de empregos diversos até a responsabilidade do conhecimento associado aos livros didáticos). No ano passado, no Dia dos Professores, a Moderna entregou um lápis semente como brinde utilizando a mesma linguagem visual da campanha, afora um caderno de final de ano. Em 2019, além das comunicações digitais, a editora ampliou o projeto com a entrega do cartaz, palestras internas de conscientização e há ainda outros brindes previstos.

Com relação à receptividade ao Projeto Educadores, de acordo com a equipe da Moderna, as escolas sempre ficam interessadas em ações de formação e enxergam valor no compromisso da editora com as futuras gerações. Segundo a empresa, trata-se de um trabalho coletivo que vai além da sustentabilidade ambiental. É uma proposta de corresponsabilidade entre todos os players da cadeia de produção de papel.

Para a editora, o principal valor nessa ação é criar uma corrente em prol das futuras gerações. Estar comprometido com a sustentabilidade vai além da preocupação ambiental, está diretamente associado a incentivar o consumo consciente de matérias-primas e fontes renováveis. A Moderna entende que é fundamental se posicionar a favor dessas questões. Como uma empresa que é fonte de conteúdo de formação humana, estar à frente de tais iniciativas é uma preocupação constante.