Como utilizar o Excel no dia a dia em suas aulas

A Educação é um campo propício para uso das tecnologias. Ela permite uma gama de alternativas, possibilitando que a aprendizagem ocorra de forma dinâmica, interativa e colaborativa.

Vivenciamos um momento em que as novas tecnologias são muito faladas. Porém, esquecemos muitas vezes dos recursos que já estão presentes em nossas vidas há mais tempo. Podemos sempre dar novos sentidos a eles, reinventando maneiras de se apropriar e utilizá-los mais e melhor. Uma dessas ferramentas é o Excel!

Muitos dos nossos estudantes não têm acesso a ferramentas digitais nas escolas e que as políticas públicas deverão somar esforços para mudar essa realidade. Por outro lado, temos um poderoso equipamento, que tem de ser utilizado como suporte e apoio pedagógico: o celular, que permite dar acesso aos estudantes e trabalhar com ferramentas digitais e de colaboração como é o caso do pacote office.

Excel

O Excel é um programa de fácil utilização, que permite uma aprendizagem interativa e mais rica. As tabelas são compostas por linhas e colunas. Cada coluna representa uma letra e a intersecção entre uma linha e uma coluna é chamada de célula.

A ferramenta é um convite para trabalhar qualquer área do conhecimento, já que contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico e da criatividade dos alunos. O seu uso deve priorizar desafios, favorecendo o dinamismo e a empatia.

Sobre a autora do post

Débora Garofalo

Débora Garofalo

Colunista

Débora Garofalo é Assessora Especial de Tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE SP) e professora da rede pública de ensino de São Paulo. Formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil, Vencedora no Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT e considerada uma das dez melhoras professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

O Excel é uma planilha eletrônica indispensável no mercado de trabalho e na Educação. Ela permite organização, precisão e praticidade, envolvendo não somente a Matemática – que é mais associada à ferramenta, ser possível realizar cálculos simples e complexos, recursos para criação de planilhas através de fórmulas, funções, equações e gráficos.

Compreenda o seu funcionamento

O editor de planilha facilita a criação e o desenvolvimento de fórmulas, por trazer algumas pré-definidas (que variam de cálculos simples a avançados) e também pode ser usado para lógica, trigonometria, aritmética condicionais entre outras. Ele ainda disponibiliza um ícone para pesquisa e referência que auxilia a compreender melhor sobre a disponibilidade de funções e cálculos disponíveis.

Outro recurso interessante é a sua possibilidade de interface com outros programas e também com a web, disponível no menu dados. Para exemplificar, ao selecionar o ícone da web é aberta uma tela no próprio programa, onde é possível selecionar uma página de referência e ou escrever sobre algum dado ou assunto a ser pesquisado que dando o aceite aparece na ferramenta em formato de tabela.

Ele possibilita a professores e estudantes usufruir de recursos que tornam o processo de aprendizado mais produtivo, fomentando a exposição dos conteúdos e organização da rotina escolar ao produzir materiais didáticos. É possível também criar e exercitar a criatividade, por meio de recursos de textos, imagens, formas, instantâneos e de gráficos.

Utilizando o Excel na prática

Quais recursos estão disponíveis para trabalhar com os alunos

O uso do Excel tem de ser desafiador, dinâmico, capaz de despertar o interesse e o crescimento intelectual. Nesse ponto, o programa permite inúmeras possibilidades de uso em diferentes níveis e ciclos de aprendizagem.

Na prática o professor pode usar essa ferramenta para explorar diversos tipos de trabalhos colaborativos e ou personalizados com os alunos, como:

Produção de gráficos: Muitos dos nossos estudantes possuem dificuldades de leituras de gráficos, um bom exercício, é explorar com os estudantes essa possibilidade que podem nascer de um dado estático, de um debate em sala em aula sobre um determinado assunto e ou até mesmo de uma pesquisa direcionada e ou a campo que permite aos estudantes tabular o dado e criar gráficos para expor problemas e soluções.

Banco de dados: Os alunos podem também usar a ferramenta como um banco de dados e ou realizar portfolios sobre os mais diversos assuntos estudados, usando para isso os ícones no canto inferior de adicionar planilhas.

Sala de aula invertida: Se a proposta for trabalhar como a sala de aula invertida a ferramenta também permite uma organização dos conteúdos, ao ser utilizada para agrupamento de informações sobre uma determinada leitura, permitindo que a inclusão de imagens e fatos que ajudarão o debate em sala de aula.

E você, querido professor, como utiliza o editor de planilhas Excel em suas aulas? Compartilhe aqui nos comentários suas experiências, contribuindo para o trabalho de outros educadores.

Um abraço,

Débora

Leave a Reply