fbpx

A PRODUÇÃO COLABORATIVA NO PROJETO ARARIBÁ

By 09/10/2015Dicas, Novidades

Aprender e ensinar são atos coletivos. Ninguém aprende sozinho, sem referências ou exemplos prévios. Todos nós, alunos e professores, precisamos de mediação para aprender, ou seja, antes de aprender de fato, desenvolvemos a habilidade de reter conteúdos. Ao sermos estimulados por nossa família a falar nossas primeiras palavras, estamos adquirindo nossos primeiros conhecimentos e traçando a nossa própria rede de significados.

Nesse breve exemplo, nossos pais ou familiares assumem o papel de mediadores do conhecimento. Essa simples mediação é necessária para o desenvolvimento de uma habilidade que será utilizada por toda a nossa vida. Aprendemos a falar pela referência e pela repetição de tal competência no dia a dia com a nossa família, tempos antes das nossas experiências escolares.

O diálogo com os nossos pares é tão fundamental para o processo de aprendizagem quanto para a produção de conhecimento. Trocar experiências com amigos, ler materiais de distintos autores sobre um mesmo tema, assistir a um documentário, ouvir opiniões… tudo isso tem um valor inestimável para a construção daquilo que sabemos, das nossas visões de mundo e da nossa bagagem cultural. Assim, podemos afirmar que produzimos diferentes conteúdos, com diversas pessoas, o tempo todo.

A PRODUÇÃO COLETIVA NA ESCOLA

O conceito de produção colaborativa tem ganhado força nos debates sobre a qualidade dos materiais didáticos utilizados nas escolas. Enquanto os livros didáticos tradicionalmente traziam um único autor especialista assinando a obra, as obras de autoria coletiva trazem um número maior de especialistas em diferentes áreas da disciplina.

Mais do que a criação de um conteúdo por várias mentes e mãos, a produção colaborativa envolve compartilhar tomadas de decisão e responsabilidades. Quando transportamos esse conceito para o universo educacional, repleto de personagens e linguagens tão distintos, atribuímos ainda mais valor à troca de experiências entre professores e alunos.

No caso dos materiais didáticos, temos uma infinidade de conteúdos que circulam diariamente na sala de aula: livros, vídeos, animações, planos de aula, fotografias, artigos produzidos pelos estudantes, filmes etc. Traçar propostas para uma aprendizagem significativa, que partam da elaboração de conteúdos considerando as experiências vividas por professores e alunos pode ser interessante para prática docente e para a democratização do conhecimento na sala de aula, estimulando e ensinando os jovens a participarem da construção de sua própria rede de significados.

ENTENDA QUAL É O SEGREDO DO PROJETO ARARIBÁ

Levando em conta todas as vantagens da produção colaborativa, que vão desde uma proposta pedagógica disciplinar completa, com linguagem sistematizada, até a valorização da aplicação dos conceitos e conteúdos de cada campo do conhecimento na vida do aluno, a Editora Moderna entende que produzir projetos pedagógicos de autoria coletiva é essencial para atender a multiplicidade exigida por um processo de ensino-aprendizagem que converse com as novas demandas do século XXI.

A produção do Projeto Araribá Plus, por exemplo, reúne equipes de especialistas de diferentes áreas do conhecimento com o objetivo de criar uma coleção consistente no trabalho interdisciplinar com temas transversais e que leve à sala de aula múltiplos olhares sobre cada conteúdo. A coleção conta também com a contribuição de profissionais dedicados à produção de ferramentas e recursos multimídia cada vez mais eficientes, que garantam ao professor novas possibilidade de uso da tecnologia.

Com a produção colaborativa dos livros didáticos, a Editora Moderna oferece aos professores uma nova abordagem disciplinar, baseada nas relações entre diferentes campos de estudo e entre a diversidade de temas de cada disciplina, além da aplicação desses conhecimentos no mundo do trabalho e na relação do aluno com a família e a comunidade.

Confira alguns exemplos: (clique na imagem para ampliar)

Imagem retirada do Projeto Araribá Plus Português

A seção PROJETO EM EQUIPE coloca em ação várias das competências desenvolvidas ao longa da Unidade, com ênfase na produção de gêneros orais, valorizando o trabalho colaborativo.

Imagem retirada do Projeto Araribá Plus Matemática

A seção EDUCAÇÃO FINANCEIRA estimula os alunos a resolver situações-problemas a partir de conhecimentos prévios e de conteúdos estudados em sala de aula

Imagem retirada do Projeto Araribá Plus História

A seção DE OLHO NO INFOGRÁFICO aborda conteúdos interessantes para despertar a curiosidade dos alunos e exercitar a interpretação e a análise de textos em diferentes linguagens.

Imagem retirada do Projeto Araribá Plus Geografia

A seção LUGAR E CULTURA permite o estudo de manifestações culturais de caráter local ou regional, do Brasil e do mundo.

Imagem retirada do Projeto Araribá Plus Ciências

As  ABERTURAS DE UNIDADE trazem infográficos para apresentar a relevância do estudo, gerando expectativa e curiosidade nos alunos. Com isso, o professor pode proporcionar um momento de reflexão antes de iniciar um novo conteúdo.

Join the discussion One Comment

  • Sandra Lúcia Chair Batista tomaz disse:

    Já conheço os livros do Projeto Arariba de Geografia e gosto muito. É completo, linguagem acessível aos alunos e altamente explicativo. Como professora de Geografia afirmo com toda segurança que são os melhores para se trabalhar do 6.ao 9 anos. O PLUS eu não conheço, mas gostaria muito de receber a coleção.

Leave a Reply