Projeto Presente: educação híbrida é tema de encontro com autores

Por | Dicas, Eventos | Sem comentários

Boa tarde, amigos modernos!

Estamos preparando mais um encontro especial para os professores de São Paulo.

No próximo dia 11 de abril, os autores da coleção Projeto Presente participarão de uma troca de experiências e práticas na sala de aula com professores do Ensino Fundamental I.

O tema central do encontro será a escola híbrida e os participantes acompanharão a palestra Diferentes formas de ensinar e aprender: a educação híbrida em foco, ministrada por Lilian Bacich, autora do livro de Ciências. Na segunda parte do evento, os professores poderão conversar diretamente com os autores da coleção sobre como colocar em prática estratégias para o uso das tencologias digitais, sempre levando em conta o uso fo livo didatico como norteador do conhecimento.

O encontro acontecerá no Hotel Matsubara, em São Paulo, no dia 11 de abril, a partir das 8h00. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do email eventos@moderna.com.br  ou pelos telefones (11) 2076-7905 ou (11)2076-7909.

Confira a programação:

Por que dialogar sobre educação financeira na escola?

Por | Sem Categoria | 9 Comentários

A inserção de novos conteúdos e disciplinas em sala de aula merece uma avaliação muito cuidadosa a respeito de sua relevância no contexto da sociedade. Acolher todos os assuntos “da moda” pode trazer riscos à escola que deseja manter a sua qualidade de ensino nos temas essenciais.

Por este motivo, vale a pena refletir sobre as razões que uma escola teria para adotar a educação financeira como problemática a ser discutida em sala de aula. Citamos 5 motivos para você discutir e avaliar com sua escola.

#1 – Tem relevância social

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor em 2014 publicada pela CNC, mais de 60% das famílias brasileiras estão endividadas. Deste total, 19,4% atrasam os pagamentos, enquanto 6,3% estão inadimplentes, ou seja, não tem condições de cumprir com seus compromissos financeiros. Este é portanto, um tema presente na vida das famílias dos alunos, professores e funcionários das escolas e que afeta toda a comunidade escolar. Por esta relevância, o assunto entrou na agenda da educação básica e do ensino médio por meio da promulgação do decreto que instituiu Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF) como política de estado que dá diretrizes para a inclusão do tema na educação de crianças, jovens e adultos.

Andy de Santis é autora do livro Lições de Valor e parceira do blog para o tema Educação Financeira

#2 – Pode acelerar mudanças

O espaço da escola é precioso para despertar a consciência de crianças e adultos sobre assuntos novos, cuja disseminação de forma ampla pode beneficiar a toda a sociedade. Temas como ética, meio ambiente e diversidade, ao serem aplicados em sala de aula, vem gerando verdadeiras revoluções no cotidiano de alunos, pais e professores, contribuindo para desenvolver atitudes alinhadas com as demandas do século XXI. A educação financeira é um tema no qual somos todos aprendizes e a escola pode acelerar a conscientização dos alunos motivando a transformação dos adultos ao seu redor.

#3 – Contribui para o consumo consciente e a sustentabilidade

Educação financeira não trata apenas de números e planilhas de controle das finanças. Fala sobre tomar decisões de consumo, planejar o futuro e considerar os impactos de cada escolha para o bolso, a sociedade e o planeta. Ao propor ao jovem a reflexão sobre as seis perguntas do consumo consciente, seus sonhos e projetos de vida, a distinção entre desejos e necessidades, entre outras questões, o tema contribui para a construção de uma sociedade mais consciente e sustentável.

#4 – Está na boca do jovem

Dinheiro é um assunto que atrai e gera interesse, faz parte do cotidiano do jovem, especialmente a partir do Fundamental II quando as famílias começam a “liberar” recursos financeiros a ele frequentemente em forma de mesadas, semanadas ou ocasionalmente em datas especiais. Discutir situações concretas envolvendo dinheiro contribui para despertar a atenção dos alunos a diferentes disciplinas do currículo e a atividades complementares em turno extra.

#5 – Contribui para preparar o jovem a viver no século XXI

Para aprender a lidar melhor com suas escolhas de consumo e o uso do dinheiro, o aluno precisará desenvolver a disciplina, a persistência, a responsabilidade, o planejamento, o questionamento e o controle da impulsividade, entre outros hábitos necessários à preparação do jovem para atuar na sociedade do século XXI.

Pensando em tudo isso, lançamos o livro “Lições de Valor – Educação financeira escolar”, que estimula o envolvimento da família nas atividades propostas e a participação protagonista do aluno. Uma das 12 unidades do livro, por exemplo, propõe aos estudantes planejar financeiramente a feira da semana e refletir sobre os consumos de água e luz dentro de casa. Estimular este hábito pode resultar em escolhas que garantam mais qualidade de vida a esses jovens, assim como em economia no orçamento da família, fomentando, ainda, uma relação responsável entre consumo e sustentabilidade.

Eu sou Andyara de Santis Outeiro, autora do livro e a partir de agora irei dialogar neste espaço com você sobre os conteúdos da obra e trazer dicas sobre educação financeira para aplicar na escola e na vida. Aproveite o espaço, traga seus dilemas, dúvidas e experiências. Vamos aprender juntos?

Baixe gratuitamente o livro 5 atitudes pela educação

Por | Dicas | 6 Comentários

Amigos, boa tarde.

Só, nós, educadores, sabemos o quanto precisamos arregaçar as mangas e nos reinventar todos os dias de aula.

Para celebrar 2014 e nos preparar para os novos desafios de 2015,  estamos disponibilizando para todos os nossos seguidores a versão para download do livro 5 Atitudes pela Educação, feito em parceria com a equipe do Todos Pela Educação.

Baixe já o seu livro digital gratuitamente!

Oscar Wilde e as polêmicas da vida vitoriana

Por | Aulas/Explicações, Material Extra | Sem comentários

Oscar Wilde nasceu em 16 de outubro de 1854, em Dublin, em uma rica família de origem anglo-irlandesa. Além de uma vida pessoal polêmica, Wilde deixou um legado de frases e obras que incentivavam movimentos estéticos e abordavam assuntos bastante polêmicos para a sua época.

Vamos conhecer mais sobre esse grande nome da literatura?

Breve biografia

Por conta da boa condição financeira de sua família, Oscar Wilde sempre teve contato com a elite intelectual e com os grandes clássicos da literatura e com a alta sociedade irlandesa. Com grande interesse no movimento estético, muda-se para Londres em 1879 e dá início a sua longa jornada na literatura mundial.

Durante toda a sua vida, o escritor se envolveu em inúmeras polêmicas particulares, chegando a ser preso, em 1895, por atentado ao pudor. Wilde ficou doía anos na cadeia e perdeu grande parte de seu prestígio na sociedade londrina. Mas, apesar disso, não se pode colocar em voga o seu talento literário, marcado pela sagacidade e pela temática de suas obras.

Embora fosse casado e tivesse dois filhos, Wilde teve uma série de casos homossexuais. A última obra do escritor a ser publicada, De Profundis, é baseada em uma carta escrita para Alfred Douglas durante a temporada na prisão. O título se refere ao salmo 130 da Bíblia e quer dizer “Das Profundezas”. Nele, Wilde fala da sua vida, da humilhação durante o processo, do sofrimento na prisão e das crenças religiosas.

Após ser libertado, Wilde passou seus últimos três anos de vida na França, sob o pseudônimo de Sebastian Melmoth. Veio a falecer em 30 de novembro de 1900, após problemas de saúde relacionados à vida na cadeia.

Estilo literário

Apesar da carreira relativamente curta, Oscar Wilde se aventurou em diversos gêneros, como poesias, contos, peças, ensaios e romance. Sua primeira poesia foi publicada em 1881 e deu início a uma década de obras como O Príncipe feliz (conto de fadas), O leque de lady Windermere, peça que satirizava os hábitos e costumes londrinos e O retrato de Dorian Gray, seu único e mais famoso romance que abordava o homossexualismo.

Em suas obras, defendia a estética e o “belo”, como solução para a sociedade. Esse movimento estético defendido por Wilde pode ter dado início às primeiras ideias das vanguardas artísticas da Europa. Quando foi viver na França, o escritor dedicou-se mais à literatura e seu movimento estético acabou sendo abafado também pelas sua história de vida.

O Retrato de Dorian Gray

Sua obra-prima foi lançada em 1891. Em O Retrato de Dorian Gray, o foco é a decadência da sociedade londrina através da história de Dorian, um rapaz que se encanta com seu próprio retrato. O jovem passa a desenvolver o interesse pelos prazeres da vida mundana e começa a viver desregradamente, entregando-se ao hedonismo. Wilde estabeleceu um paralelo entre a arte e a juventude fugaz vivida plenamente.

Oscar Wilde foi considerado um dos maiores escritores da história da literatura e sua obra ganhou versões para o teatro e para o cinema:

 

Saiba mais

Confira mais sobre a vida e a obra de Oscar Wilde nos episódio da série “Histórias de Oscar Wilde

Michael Faraday: o senhor da eletricidade

Por | Dicas | Sem comentários

Michael Faraday nasceu em 22 de setembro de 1791, em Londres, na Inglaterra e foi um dos maiores cientistas experimentais de todos os tempos. Suas contribuições à ciência vão desde as criações do motor elétrico, do gerador elétrico, do transformador e do dínamo até as leis da eletrólise e o efeito Faraday. Assuntos bastante comentados nas aulas de Física e Química.

Primeiros passos para a comodidade

Pare para pensar em algo simples: você passaria uma semana sem usar nenhum equipamento que usa eletricidade? Imagine como seria ficar sem utilizar computadores, celulares, televisão, ventilador, forno micro-ondas, lâmpadas e diversos outros equipamentos que facilitam em muito a nossa vida. Missão nada fácil, não é mesmo?

De onde vem a eletricidade?

A resposta mais simples é: dos experimentos do autodidata inglês Michael Faraday. Vindo de uma família pobre, Michael Faraday teve formação educacional deficiente e ficou órfão de pai em 1809. Como sua família – mãe e dois irmãos – vivia em função do salário de James Faraday, seu pai, o jovem Michael precisou começar a trabalhar. Aos 13 anos, Faraday só tinha noções básicas de leitura, escrita e matemática. Seu primeiro emprego foi em uma encadernadora, ajudando na distribuição de jornais e nas encadernações de uma livraria. O amplo contato que tinha com os livros, que lia quando autorizado, despertou seu interesse pelas ciências e o ajudou a conquistar mais clientes na livraria.

O químico Humphrey Davy teve papel fundamental na vida de Michael Faraday. Foi como assistente de Davy que, aos 22 anos, Faraday, iniciou sua carreira científica. Além de viajar por toda a Europa com Davy, Faraday pôde conhecer o trabalho de diversos físicos e químicos da época como Alessandro Volta e Joseph Gay-Lussac. Como assistente de laboratório aprendeu a conduzir experimentos e fazer análises qualitativas.

Após um tempo começou a obter destaque como experimentador e colaborou muito nos experimentos do laboratório de Davy. Aprendeu conceitos de observação científica e fez diversos estudos sobre a difusão de gases e liquefação, principalmente do cloro. Toda essa habilidade em experimentos o ajudou no desenvolvimento das leis básicas da eletrólise. Com a aposentadoria de seu mentor do laboratório tornou-se responsável por este e continuou seus trabalhos na área de eletricidade, muito mais em uma questão química do que física.

Michael Faraday: contribuições científicas

Os experimentos de Faraday trataram de diversas áreas do conhecimento químico e físico, tendo a eletricidade como grande figura. Faradey foi o responsável por notar as diversas formas de eletricidade conhecidas na época. Em uma citação do próprio Faraday temos:

"Os vários aspectos sob os quais as formas da matéria se manifestam têm uma origem comum. Em outras palavras, são tão diretamente relacionadas e naturalmente dependentes, que são conversíveis como tais entre si, possuindo uma equivalência de potência em todas as suas ações"

− Michael Faraday

Em vários experimentos de seus experimentos, o cientista inglês construiu as bases do que conhecemos hoje como eletroquímica. Ao lado de William Whewell estabeleceu a nomenclatura utilizada neste ramo da disciplina. Assim, os créditos de nomes como cátodo, ânodo, íons etc podem ser dados a ele.

Os movimentos relativos de ímãs e cabos condutores de eletricidade foram outros temas de suma importância estudados por Faraday. Nesse sentido, alguns segredos da natureza como a geração de forças magnéticas por correntes elétricas e por  movimentos de imãs próximos a cabos de eletricidade foram desvendados pelo inglês.

Sabendo da existência dessa relação entre imãs e eletricidade, Faraday desenvolveu muitas experiências que exploravam essa capacidade e desenvolveu as primeiras bobinas de geração de eletricidade – principal forma de geração de eletricidade utilizada em usinas de energia.

Além das primeiras bobinas, Faraday começou a desenvolver uma espécie de motor, ou seja, um equipamento onde ele transformava a eletricidade em energia mecânica, mais especificamente uma rotação de discos metálicos.

Conta-se que certa vez, um primeiro-ministro inglês foi ao laboratório de Faraday conhecer os equipamentos de eletricidade do cientista e o questionou qual seria a funcionalidade de seus gerados. Na ocasião, Michael Faraday lhe respondeu:

“Não sei, mas aposto que algum dia seu governo vai colocar um imposto sobre ele.”

E ele estava certo. Hoje, somos quase incapazes de viver sem os equipamentos que vieram a surgir usando as técnicas básicas que Faraday desenvolveu.

Como foi proposto no começo do texto, alguém ainda quer tentar o desafio?

Eventos 2015: Baixe já os conteúdos apresentados

Por | Eventos, Lançamento Araribá Plus | Sem comentários

O ciclo de eventos 2015 da Editora Moderna chegou ao fim. Foram momentos de debates e construção colaborativa da educação.

Os tradicionais encontros em todo o Brasil são uma oportunidade única para trocarmos experiências e ouvirmos o que os professores têm a dizer em relação ao trabalho diário na sala de aula e às expectativas sobre os materiais didáticos.

Agradecimentos a Maria del Carmen G. Chude que compartilhou conosco seus conhecimentos na área da educação; a Renata Sanchez, gerente de Serviços Educacionais da Editora Moderna, e a Lia Gonzalez, coordenadora pedagógica, que apresentaram as aplicações dos conceitos em nossos materiais; e, especialmente às equipes regionais, gerentes e assessores pedagógicos e comerciais, que proporcionara os encontros em todo o Brasil

Muito obrigada também aos mais de 1000 professores que compareceram aos nossos eventos. A colaboração e participação de todos vocês nos motiva a acreditar cada dia mais na educação como ferramenta para mudar o futuro.

Unidos, aprendemos sempre mais!

Eventos 2015: “Nossos alunos e as competências socioemocionais”

Se você não pôde participar ou gostaria de se aprofundar sobre o tema, nossos palestrantes disponibilizaram os conteúdos apresentados para download gratuito. Assim, nós permaneceremos debatendo questões relevantes e propondo mudanças para a educação brasileira.

Fique à vontade para mandar suas dúvidas e suas sugestões para nossos próximos eventos!

Imprima seu cerficado

Você pode imprimir o seu certificado de participação no nosso encontro através do nosso site www.moderna.com.br/eventos.

Entenda os Hábitos da Mente

Os chamados Hábitos da mente são comportamentos inteligentes que nos permitem lidar com um mundo complexo e em constante mudança. São um conjunto de disposições e atributos utilizados por pessoas capazes de resolver problemas, de tomar decisões conscientes e de pensar de forma criativa e inovadora.

Evento do Projeto Presente aborda Avaliação Formativa em Salvador

Por | Eventos | Sem comentários

No dia 8 de novembro, a equipe pedagógica da Editora Moderna na Bahia realizou um encontro com 55 professores do Ensino Fundamental I. O evento contou com a palestra “Avaliação Formativa”, ministrada por Ocimar Munhoz Alavarse, e com a apresentação do Projeto Presente.

A Editora Moderna agradece a todos os educadores pela atenção dispensada à nossa equipe e pela rica contribuição com opiniões e trocas pedagógicas.

Confira as imagens do evento:

Eventos 2015: Editora Moderna encerra o ciclo em Salvador (BA)

Por | Eventos, Lançamento Araribá Plus | Sem comentários

A equipe pedagógica da Editora Moderna na Bahia realizou o último encontro do ciclo de eventos 2015 no dia 08 de novembro. Professores de São Paulo assistiram à palestra “Nossos alunos e as competências socioemocionais“, ministrada por Maria del Carmem G. Chude, que abordou o uso pedagógico dos hábitos da mente e mostrou como inserir no dia a dia escolar atitudes transformadoras que preparam os alunos para a vida em sociedade.

Durante o encontro, os participantes puderam debater o perfil do novo professor e compartilhar experiências dentro da sala de aula. A equipe pedagógica apresentou a nova edição do Projeto Araribá Plus, mostrando com exemplos como aplicar o conteúdo da palestra na escola. Ao final, foi realizado sorteio de kits de prêmios.

A contribuição das professoras foi fundamental para o sucesso do evento. A Editora Moderna agradece pela participação e presença e a rica contribuição de todos .

Eventos 2015: Salvador – Fotos

Clique na foto abaixo e confira tudo o que rolou no evento em Salvador

Entenda os Hábitos da Mente

Os chamados Hábitos da mente são comportamentos inteligentes que nos permitem lidar com um mundo complexo e em constante mudança. São um conjunto de disposições e atributos utilizados por pessoas capazes de resolver problemas, de tomar decisões conscientes e de pensar de forma criativa e inovadora.