Category

Literatura

Novo autor exclusivo da Moderna

By | Literatura, Sem Categoria | One Comment

Ilan Brenman

“A criança, principalmente a pequena, respira histórias! Ela é capaz de esquecer de comer e de ir ao banheiro por causa do envolvimento com as histórias. As narrativas ficcionais destinadas à infância fornecem as ferramentas necessárias para a compreensão, assimilação e enfrentamento dos percalços da vida. E ainda mais, estreita vínculos entre pais e filhos, alunos e professores, avós e netos…” 

A Moderna e a Salamandra sempre valorizaram a literatura infantojuvenil brasileira. É o primeiro grupo editorial a promover autores exclusivos. Hoje, estão no time Ruth Rocha, Pedro Bandeira, Eva Furnari e Walcyr Carrasco. A obra completa desses grandes autores recebeu bibliotecas próprias as quais adotaram seus nomes, e estão recheadas de incríveis histórias e best-sellers. Segundo Maristela Petrili, diretora editorial de Literatura, a valorização das literaturas infantil e juvenil, em suas particularidades, é essencial em um país que pouco lê, principalmente por despertar o prazer da leitura nas novas gerações.

“Contar boas histórias, que respeitem a inteligência da criança e do jovem, e possibilitem a leitura em família e na escola, é nosso principal compromisso com a nova geração do país”, assegura. “Trazer para nossa casa editorial autores de prestígio no cenário nacional é uma forma de garantir acesso a todo o seu acervo, ainda mais em um momento delicado do país, tanto para a economia quanto para a liberdade de expressão e, consequentemente, para a literatura”.

Eva Furnari
Ruth Rocha
Pedro Bandeira
Walcyr Carrasco

Nova geração de autores

Uma nova geração de autores tem, cada vez mais, garantido espaço neste vasto universo da literatura infantil e juvenil. Eles dividem o palco do escrever e contar histórias com grandes nomes em igualdade de excelência. Agora, nossa seleção de autores exclusivos acaba de ganhar um novo nome para ampliar ainda mais esse sucesso: ILAN BRENMAN!

Ilan Brenman: um autor engajado

Ilan Brenman nasceu em Israel, mas é brasileiro por opção e coração. É psicólogo e fez mestrado e doutorado em Educação. Seus trabalhos acadêmicos sempre defenderam uma literatura infantil livre da ideologia do “politicamente correto” e com muito cuidado e respeito para não subestimar a inteligência e a sensibilidade da criança e do jovem leitor.

“Não escrevemos ‘livrinhos’ e nem ‘historinhas’ só porque são para crianças.”

De forma lúdica, Ilan conta histórias de vida que falam sobre sonhos e obstáculos a ser ultrapassados. Mas sempre podendo contar com alguém para ajudar a seguir em frente.

Segundo o autor, adota 3 formas de escrever: a criação, a partir de uma ideia totalmente ficcional; o reconto, que é quando coloca ao seu modo aquele clássico que todos já conhecem; e a observação, sua forma de trabalho em que utiliza, normalmente, do próprio cotidiano para criar as mais belas histórias. Um exemplo é sua obra Papai é meu!, já publicada pela Moderna, em que retrata de forma divertida momentos vividos com suas duas filhas.

Qualidade reconhecida em prêmios

Excelência e inventividade são qualidades que Ilan Brenman não deixa faltar em suas histórias. Prova disso é o quanto o seu trabalho já foi premiado. São mais de 25 menções, sendo elas Prêmios pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil); Selo de livro altamente recomendado pela FNLIJ; Prêmio: os 30 melhores livros do ano, pela Revista Crescer e Seleção no catálogo White Ravens 2012, com o livro O alvo, uma das seis obras brasileiras escolhidas pela maior biblioteca de literatura infantil e juvenil do mundo, a IJB – Internationale Jugend bibliothek (Biblioteca Internacional da Juventude).

Prêmios pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil):

  • Melhor livro para Crianças 2011, pelo livro “O Alvo”
  • Melhor livro de reconto 2009, pelo “As 14 Pérolas da Índia”
  • Melhor livro-Imagem 2010, pelo” Telefone sem Fio”’
Selo de livro Altamente recomendado pela FNLIJ:

  • A Amizade Eterna – 2017
  • O Faraó e o homem dos figos – 2017A Condenação de Emília – 2013
  • Silêncio, doze histórias universais sobre a morte – 2013
  • Pai, não fui eu! – 2013
  • A Mulher que não sabia guardar segredos – 2013
  • As 14 pérolas da sabedoria judaica – 2012
  • O que a terra está falando? – 2012
  • Lendas Judaicas – 2009
  • As 14 pérolas budistas – 2010
  • O que cabe num livro? – 2007
  • O Senhor do bom nome – 2005
  • As narrativas preferidas de um contador de histórias – 2006
  • A dobradura do samurai – 2005
  • Hoje é dia de festa – 2006
  • Hermes, o Motoboy – 2007
  • Contador de histórias de bolso – África – 2005
  • Contador de histórias de bolso – Brasil – 2006
Prêmio: Os 30 melhores livros infantis do ano, pela Revista Crescer:

  • Pai, quem inventou? – 2017
  • Pai, não fui eu! – 2013
  • Bocejo – 2013
  • Mamãe é um lobo – 2011
  • Telefone sem fio – 2011
  • Pai, todos os animais soltam pum? – 2010
  • Até as princesas soltam pum – 2009
  • Clara – 2008

Seleção no catálogo White Ravens 2012

O livro “O alvo” foi uma das seis obras brasileiras escolhidas para o catálogo White Ravens 2012, prestigiosa seleção internacional feita pela maior biblioteca de literatura infantil e juvenil do mundo, a IJB – Internationale Jugend bibliothek (Biblioteca Internacional da Juventude).

Biblioteca Ilan Brenman

A Biblioteca Ilan Brenman incorporará gradativamente a obra completa do autor, organizada em novas coleções. A partir de 2019, os livros vão passar por um processo de reformulação com novas capas, novas ilustrações e projetos gráficos que valorizarão ainda mais o trabalho desse grande nome da literatura brasileira.

Quando se abre a possibilidade de trabalhar a obra completa de um autor, cria-se um vínculo com o escritor e sua biografia e faz com que as crianças se interessem mais por conhecer seu estilo literário. Em sala de aula, será possível criar atividades divertidas com as coleções temáticas, ampliar o repertório cultural e, ao mesmo tempo, trabalhar a competência leitora. Mas, acima de tudo, será uma nova oportunidade de estimular o prazer da leitura como emancipadora.

Nosso último lançamento

Na Moderna, o último lançamento de Ilan Brenman é a obra A amizade eterna, um livro em que o autor reconta uma série de narrativas africanas pesquisadas em suas viagens pelo continente onde se deu a origem da vida humana na Terra. Histórias que discutem questões complexas com várias características semelhantes a outras narrativas como A gata borralheira, dos Irmãos Grimm.

É uma honra para a Moderna ter Ilan Brenman como Autor Exclusivo. Queremos construir com Ilan, Eva, Ruth, Pedro, Walcyr e os tantos outros nomes de peso que temos a alegria de promover em nosso catálogo, uma grande caminhada na literatura. E, junto com você, contribuir para cultivarmos nossos leitores e formarmos cidadãos.

Maior best-seller

Sua obra mais conhecida no Brasil – e uma das mais traduzidas em outros países (14 idiomas) – é “Até as princesas soltam pum”, em acordo com seu pensamento liberal quanto ao politicamente correto. Uma história divertida criada a partir de um acontecimento de sua vida e adaptado à visão geral de que toda criança tem seu quê de curiosidade.

Na obra, Ilan traça a figura de um pai que precisa contar para sua filha que até as princesas soltam pum. Mas, claro, ele não poderia contar algo tão importante de qualquer maneira, por isso, apresentou a ela “O Livro Secreto das Princesas”, que acabou revelando este e vários outros segredos do mundo mágico.

Com este best-seller, o autor desmistifica o estereótipo esperado por parte da sociedade na formação da menina, estimulando o trabalho com as emoções das crianças.

PRÊMIO JABUTI: MODERNA CONCORRE COM 11 FINALISTAS

By | Literatura, Novidades | No Comments

Na última terça-feira, 03, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou a lista dos livros finalistas da 59ª edição do Prêmio Jabuti. Neste ano, foram recebidas 2.346 inscrições, divididas em 29 categorias de premiação. Nós, da Editora Moderna, estamos muito felizes pelas 11 indicações de finalistas em 5 categorias: adaptação, infantil, juvenil, didático e paradidático, e educação e pedagogia. Estamos muito orgulhosos de mais uma vez fazer parte desse reconhecimento e gostaríamos de parabenizar a todos os envolvidos: autores, equipes e editora!

A próxima etapa do Jabuti avalia e dá nota a todos os concorrentes, para então escolher os três primeiros colocados de cada categoria. O resultado dessa fase será divulgado no dia 31 de outubro pela Câmara Brasileira do Livro.

Maristela Petrili, diretora editorial de literatura da Editora Moderna e Editora Salamandra, reitera a importância de participar do Prêmio. “Para a equipe de Literatura, há vários motivos de comemoração em ter onze títulos finalistas do Prêmio Jabuti: o reconhecimento do nosso trabalho por avaliadores competentes, o estímulo para a gente caminhar para a frente com novas produções, a alegria pela visibilidade que os livros terão e o orgulho de ter em nossos catálogos autores talentosos”.

Perguntamos também para os  autores finalistas sobre a satisfação de ter a obra entre as principais produções do país. Confira o breve depoimento deles:

Qual a importância de ser um finalista do Prêmio Jabuti para o seu trabalho como autor?

É como sonhar acordado. Se a gente considerar que todo escritor é, antes, leitor, ver o próprio nome escrito em uma lista com os nomes dos autores que você ama é coisa de sonho. É também um reconhecimento que traz certas responsabilidades, porque muda o olhar das pessoas. Mas isso é positivo. Faz a gente andar para frente.

Marília Lovatel – A menina dos sonhos de renda

Ser finalista do prêmio Jabuti acrescenta muito à minha carreira de Autor por ser um reconhecimento crítico de minha atividade e ao mesmo tempo uma valorização do meu trabalho como escritor.

Álvaro Cardoso Gomes – Um grito de liberdade

Como autor representa uma baliza, um sinal de que se alcançou certo patamar na carreira a partir do qual você pode decidir com mais confiança o que fazer daqui por diante em termos de escrita. Como se sabe, a lista dos finalistas do Jabuti é resultado de uma seleção criteriosa feita por gente experiente, o que agrega um valor inestimável à condição de finalista. Há também uma grande satisfação por saber que você está sendo reconhecido por algo que cultiva desde que se entende por gente, a escrita, da qual não abre mão num mundo carente de valores e de princípios. E quando essa escrita é voltada para crianças e adolescentes, a satisfação é ainda maior.

Samir Thomaz – Me belisca! Sete histórias filosóficas para crianças

Vejo duas coisas importantes em ser finalista do Prêmio Jabuti. A primeira é o reconhecimento do mérito do trabalho, por um grupo de avaliadores independentes. A segunda é a visibilidade que esta distinção dá ao livro, fazendo com que mais pessoas saibam de sua existência e se interessem por ele.

Simon Schwartzman – Educação média profissional no Brasil

Considero a indicação um dos mais saborosos estímulos que poderia receber. É como se um chef de cozinha de renome elogiasse um prato preparado por mim. O Jabuti é o mais longevo e, provavelmente, o mais conhecido prêmio literário do Brasil. Minha experiência pessoal é de, anualmente, pegar a lista de premiados (ou mesmo a de finalistas) e ir à livraria com enorme curiosidade para folhear as páginas desses títulos. Tenho boas lembranças de todos os livros que li e que foram finalistas do Jabuti, de modo que a sensação agora, ao ser indicado pela primeira vez, é algo como: “ôpa, estamos fazendo algo bacana, com qualidade, reconhecido por quem entende do assunto”.

Camilo Vannuchi – Jovem Guarda e Tropicália

Para mim é mais do que o reconhecimento de um trabalho. É uma esperança de que o Brasil comece a olhar mais para dentro, para a sua cultura. O que nos inspirou fazer a coleção Ritmos do Brasil (além deste livro indicado, há outros dois: Samba e Bossa Nova e Choro e Música Caipira, todos pela Editora Moderna) foi a percepção de que as crianças e os jovens desconhecem as origens da nossa música.  O prêmio pode jogar luz sobre isto. Portanto, é uma felicidade em dobro.

Carla Gullo – Jovem Guarda e Tropicália

Um importante incentivo para continuar batalhando pela cultura e pela arte. Mesmo quando parece que não dá. Sem contar a expectativa de ter uma estatueta do jabutizinho em casa.

Rita Gullo – Jovem Guarda e Tropicália

Ver seu trabalho reconhecido é uma satisfação e um incentivo a novas produções.

Rosane Pamplona – Almanaque dos astros

Ser finalista no Jabuti, para mim, já é o prêmio. É o reconhecimento do meu trabalho, e reconhecimento, para um autor, é tudo. A indicação é uma chancela muito especial que levarei comigo para o resto da vida.

Silmara Franco – Você precisa de quê?

É importante para persistir trabalhando. É um reconhecimento muito importante para o trabalho de ilustradores e autores da LIJ.

Fiquei muito feliz com este reconhecimento.
Jean-Claude – A outra história de Chapeuzinho Vermelho

Ser finalista do Jabuti, a mais importante premiação da literatura do Brasil, vai além de ser uma honra imensa. O fato de estar indicado ao lado das obras de autores de primeira é um reconhecimento valioso do meu trabalho e, ao mesmo tempo, um estímulo para aperfeiçoar-me a cada novo livro a ser criado, escrito, com responsabilidade ainda maior.

Sérgio Tulio Caldas – Com os pés na África

Ser finalista no Prêmio Jabuti, além de ser importante, é muito bom, é uma delícia. Com esse reconhecimento, vejo que valeu a pena fazer e refazer o trabalho um milhão de vezes até alcançar a qualidade que eu desejava.

Eva Furnari – Drufs

Ser finalista, para mim é uma honra, uma enorme felicidade, pois o Prêmio Jabuti é o mais importante da Literatura Nacional.

Walcyr Carrasco – Romeu e Julieta

5 livros para trabalhar a cultura afro-brasileira em 2017

By | Literatura, Novidades | 6 Comments

O dia 20 de novembro celebra a Consciência Negra e relembra a todos a importância de viver em um mundo repleto de diversidade. Nesta data, celebramos a influência das raízes africanas no nosso país e levantamos debates sobre temas transversais e de extrema importância como o combate ao racismo, a promoção da convivência, a cultura afro-brasileira e o respeito.

Sabendo da relevância do assunto e da necessidade de falarmos cada vez mais sobre isso com os nossos alunos, nós selecionamos 5 obras para que professores de todo o Brasil possam realizar projetos especiais, focados na conscientização e no respeito à pluralidade.

Os conteúdos dos livros podem ser trabalhados ao longo do ano ou em projetos interdisciplinares para datas comemorativas e são destinados aos diversos segmentos da educação básica. São obras de ficção e de não ficção que abordam aspectos diferenciados da cultura de influência africana e sua correlação e presença no nosso cotidiano.

Para conhecer mais sobre estes livros, entre em contato com o consultor Moderna na sua escola ou entre em contato com a nossa equipe pelo telefone 0800 17 2002 para agendar uma visita.

ENSINO FUNDAMENTAL 1

***FINALISTA PRÊMIO JABUTI 2016! ***

Categoria Didático e Paradidático

KIESE: HISTÓRIA DE UM AFRICANO NO BRASIL

Antepassados
Editora Moderna

Autor: Ricardo Dreguer
Edição: 1ª Edição
Ilustração: Bruna Assis Brasil
Faixa etária: A partir de 09 anos
Trabalho interdisciplinar: Geografia, História, Português
Indicação: 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1), 6º Ano (EF2)
Assunto: África, Cultura afro-brasileira, Escravidão no Brasil
Tema transversal: Cidadania, Pluralidade Cultural, Ética
ISBN: 9788516096700

Sinopse: O livro narra a trajetória de Kiese, um menino que foi capturado ainda na infância em sua aldeia, na África, e trazido para o Brasil para ser escravizado. É também a história de muitos africanos que foram tirados de seu território, separados de seus familiares e amigos e trazidos para o Brasil ao longo do tempo que durou o regime escravista em nosso país. A história de Kiese é a história de um brasileiro que lutou para conquistar um lugar para ser feliz com sua família, seus amigos e sua gente. Sua história se confunde com a própria formação do Brasil.

O QUE HÁ DE ÁFRICA EM NÓS?

Coleção Viramundo
Editora Moderna

Autor: Wlamyra R. de Albuquerque, Walter Fraga
Ilustração: Pablo Mayer
Faixa etária: A partir de 09 anos
Trabalho interdisciplinar: História, Português
Indicação: 4º Ano (EF1)
Assunto: africanos, escravidão, negros no Brasil
ISBN: 9788516084769

Sinopse: O que há de África em nós é um livro de viagens. Os personagens atravessam o oceano Atlântico, visitam outros períodos históricos, embarcam em navios e chegam a lugares e situações diferentes. Tudo começa com uma pergunta: Desde quando o mundo é mundo? Essa questão nos leva ao continente africano. Venha navegar com Cecília, Camila, Akin, Chico, Isabel e Alice nessa incrível história sobre a presença africana no Brasil.

ENSINO FUNDAMENTAL 2

A AMIZADE ETERNA E OUTRAS VOZES DA ÁFRICA

Veredas
Editora Moderna

 

Autor: Ilan Brenman
Edição: 1ª Edição
Ilustração: Catarina Bessell
Faixa etária: A partir de 09 anos
Trabalho interdisciplinar: Geografia, História, Português, Português
Indicação: 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1), 6º Ano (EF2), 7º Ano (EF2)
Assunto: África, ancestralidade, astúcia, escravidão, esperteza, origem, traição
Tema transversal: Pluralidade Cultural
ISBN: 9788516103637

Sinopse: Cada conto deste livro tem no seu DNA a sabedoria, o humor, a perspicácia e a celebração da vida, deixando um legado de inestimável valor para os homens do futuro.

UM GRITO DE LIBERDADE: A SAGA DE ZUMBI DOS PALMARES

Recontando a História
Editora Moderna

Autor: Álvaro Cardoso Gomes, Rafael Lopes de Sousa
Edição: 1ª Edição
Faixa etária: A partir de 11 anos
Trabalho interdisciplinar: História, Português
Indicação: 6º Ano (EF2), 7º Ano (EF2), 8º Ano (EF2), 9º Ano (EF2)
Assunto: Escravidão, Palmares, Quilombos, Sociedade Açucareira, Zumbi
Tema transversal: Pluralidade Cultural
ISBN: 9788516102753

Sinopse: Um jovem escravo, batizado como Francisco, vive em companhia de um padre que é seu protetor. Aprendeu a ler, a escrever e tem regalias que seus companheiros não têm. Mesmo assim, é um eterno descontente, porque almeja conquistar o bem que considera mais precioso – a liberdade. Ao mesmo tempo, a história contempla também o drama da jovem Kênia, uma escrava recém-chegada da África e que se apaixonará por um forte guerreiro chamado Vemba. Contando com muita ação, lutas sangrentas, atos de heroísmo, a narrativa procura resgatar a saga de Palmares. No reino criado pelos negros, estes personagens farão de tudo para manter acesa a chama da liberdade.

DA COR DA ESPERANÇA: A LIBERTAÇÃO DOS ESCRAVOS

Recontando a História
Editora Moderna

Autor: Márcia Abreu
Edição: 1ª Edição
Faixa etária: A partir de 11 anos
Trabalho interdisciplinar: História, Português
Indicação: 6º Ano (EF2), 7º Ano (EF2), 8º Ano (EF2), 9º Ano (EF2)
Assunto: Abolicionismo, Caifazes, Escravidão, Lei Áurea
Tema transversal: Pluralidade Cultural, Ética
ISBN: 9788516102746

Sinopse: Que cor deve ter alguém para ser gente? De que cor deve ser para ter esperança? Até o século XIX, muitos negros foram escravizados e tratados como animais ou coisas. Eram comprados e vendidos, trabalhavam à força, eram castigados duramente. Gente não se submete a este tipo de tratamento sem revolta, por isso eles organizaram rebeliões e fugas, resistiram aos desmandos e lutaram para se tornar livres. Da cor da esperança conta a história de um grupo de negros – escravos, livres e libertos – desde a captura na África até os movimentos abolicionistas. Gente que tinha dor e queria ser livre, gente que sofria e fazia festa, gente que amava e sentia medo.

Conheça outras obras

Preparamos um catálogo especial para os professores que têm interesse em trabalhar com os elementos da cultura africana na sala de aula. Vale lembrar que a Unesco proclamou a década de 2015 a 2024 como a Década Internacional das Pessoas de Ascendência Africana e, para isso, organizou a campanha “Afrodescendentes: reconhecimento, justiça e desenvolvimento”. Confira mais algumas obras do nosso catálogo que trabalham o tema e são específicas para cada segmento.

10 LIVROS PARA TRABALHAR A CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017

By | Literatura, Novidades | 2 Comments

Abaixo, selecionamos 10 opções de livros paradidáticos que ajudarão a desenvolver um projeto interdisciplinar completo na escola.

Enaltecer a preservação do meio ambiente e entender a riqueza dos biomas brasileiros, valorizando a formação do aluno é o objetivo principal da Campanha da Fraternidade de 2017 e das escolas que aderem ao movimento. A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) definiu o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a Criação” para a Campanha da Fraternidade do próximo ano.

Para ajudar escolas e professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental que aderem ao movimento, a Editora Moderna preparou um catálogo especial com diversas obras paradidáticas, clique aqui e confira.

Abaixo, selecionamos 10 opções de livros paradidáticos que ajudarão a desenvolver um projeto interdisciplinar completo na escola.

EDUCAÇÃO INFANTIL

MIL PÁSSAROS PELOS CÉUS

Série Vou Te Contar!
Editora Salamandra

Autor: Ruth Rocha
Ilustração: Rogério Coelho
Faixa etária: A partir de 06 anos
Indicação: Alfabetização (EI)
Área: Ficção
Assunto: Amizade, Animais, Música, Poesia
Número de páginas: 32
ISBN: 9788516063023

Sinopse: Qual o segredo, meu Deus, que medo?! O que fez todos os pássaros fugirem de Passaredo? Que coisa triste uma cidade assim: com pássaros no nome e nenhum em seus jardins! Mas o doutor Andrade, o sábio mais sábio da cidade, vai descobrir toda a verdade!

A PRIMAVERA DA LAGARTA

Série Vou Te Contar!
Editora Salamandra

Autor: Ruth Rocha
Ilustração: Madalena Elek
Faixa etária: A partir de 06 anos
Área: Ficção
Número de páginas: 32
ISBN: 9788516065331

Sinopse: Bem no meio da clareira, debaixo da bananeira, os bichos da floresta resolveram fazer uma festa. Mas não era festa, não! Era um comício do Sr. Camaleão. Todos protestavam contra a feiura da lagarta. Só não contavam com a sabedoria da mãe-natureza que na primavera espalha sua beleza!

ENSINO FUNDAMENTAL 1

ESTA CASA É MINHA!

Série Ana Maria Machado
Editora Moderna

Autor: Ana Maria Machado
Ilustração: Elisabeth Teixeira
Trabalho interdisciplinar: Ciências, Geografia, História
Indicação: 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1)
Área: Ficção
Tema transversal: Pluralidade Cultural, Ética, Meio Ambiente, Trabalho e Consumo
Número de páginas: 36
ISBN: 9788516061746

Sinopse: Paula e Beto viviam com seus pais em uma cidade grande, em um apartamento sem quintal. Certo dia, as coisas mudaram: o pai deles decidiu comprar um terreno à beira da praia, repleto de bichos, de micos, lagartos e maritacas. A família estava eufórica com sua casa nova, e não faltavam ideias para a reforma: retirar o mato da frente da casa para fazer um gramado, cimentar a parte de trás para construir uma churrasqueira… Eis que tudo muda quando o caseiro Zé Juca ficou responsável pelos cuidados da casa. Será que Paulo e Beto vão entender que aquela casa, aquele terreno tão maravilhoso também era a casa dos micos, dos lagartos, dos pássaros?

ARARA, TUCANO, BORDADOS NO PANO

Série Adivinhas bordadas
Editora Moderna

Autor: Fábio Sombra
Ilustração: Sabina Sombra
Faixa etária: A partir de 05 anos
Trabalho interdisciplinar: Arte, Ciências, Literatura
Indicação: 1º Ano (EF1), Pré-escolar (EI)
Área: Ficção
Assunto: adivinhas, animais, aves, poesia
Tema transversal: Pluralidade Cultural
Número de páginas: 48
ISBN: 9788516084417

Sinopse: Quem não gosta de decifrar uma boa adivinha? Ainda mais se ela nos for apresentada em forma de versos divertidos e bem rimados. Este livro é sobre as aves brasileiras. São dezesseis pássaros que habitam nossas matas e campos. E você? Será que consegue adivinhar quais são elas?

GUERRA NO RIO

Coleção Girassol
Editora Moderna

Autor: Ganymédes José
Ilustração: Grego
Faixa etária: A partir de 07 anos
Indicação: 2º Ano (EF1), 3º Ano (EF1)
Área: Ficção
Assunto: Poluição dos rios, Preservação do ambiente
Tema transversal: Saúde, Meio Ambiente
Número de páginas: 64
ISBN: 8516031470

Sinopse: O livro possibilita ao leitor pensar no desespero dos habitantes de um rio que está sendo destruído pela poluição. Em uma ação desesperada, os peixes, as plantas e as pedras do rio unem-se para enfrentar o mal causado pelos homens.

AQUECIMENTO GLOBAL NÃO DÁ RIMA COM LEGAL

Saber em cordel
Editora Moderna

Autor: César Obeid
Trabalho interdisciplinar: Ciências, Português
Indicação: 1º Ano (EF1), 2º Ano (EF1), 3º Ano (EF1), 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1)
Área: Não Ficção
Tema transversal: Pluralidade Cultural, Ética, Meio Ambiente
Número de páginas: 48
ISBN: 9788516059729

Sinopse: Neste livro você vai conhecer, de uma maneira bem diferente, o tema do aquecimento global. Suas causas, consequências e soluções são contadas por meio de diversas modalidades de estrofes da literatura de cordel. Além disso, textos escritos em prosa vão aprofundar seus conhecimentos para além das geleiras derretidas, dos ciclones e da vida dos ursos polares. A xilogravura foi a forma escolhida para mostrar este assunto tão importante e atual de uma maneira envolvente e cheia de rimas! Boa leitura!

O SURFISTA E O SERTANEJO: ENCONTRO DO MAR COM O SERTÃO

Encontros brasileiros
Editora Moderna

Autor: Ricardo Dreguer
Trabalho interdisciplinar: Geografia, História, Português
Indicação: 3º Ano (EF1), 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1), 6º Ano (EF2), 7º Ano (EF2)
Área: Não Ficção
Tema transversal: Pluralidade Cultural, Meio Ambiente
Número de páginas: 48
ISBN: 9788516050863

Sinopse: O que fazer para enfrentar esses desafios, fazer amigos e curtir as diferenças? Beto, um garoto surfista que ama o mar, precisa abandonar sua cidade e se mudar para o sertão nordestino. Lá, ele encontra João, um sertanejo que tem um cabrito de estimação. Quer saber como essa história continua? Então, venha participar desse encontro do mar com o sertão…

ENSINO FUNDAMENTAL 2

OBRA FINALISTA DO PRÊMIO JABUTI 2016

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: UMA QUESTÃO DE CONSCIÊNCIA

Coleção Polêmica
Editora Moderna

Autor: Denise Maria Elisabeth Formaggia, Luiz Roberto Magossi, Paulo Henrique Bonacella
Edição: 1ª Edição
Faixa etária: A partir de 15 anos
Trabalho interdisciplinar: Biologia, História
Indicação: 1º Ano (EM), 2º Ano (EM), 3º Ano (EM)
Área: Não Ficção
Assunto: Sustentabilidade e o papel da sociedade
Tema transversal: Saúde, Pluralidade Cultural, Ética, Meio Ambiente
ISBN: 9788516101305

Sinopse: Você sabia que para vivermos de modo sustentável (segundo os padrões de consumo da América do Norte e parte da Europa), a população do planeta não poderia ter ultrapassado 2 milhões de habitantes? Somos hoje 7,3 bilhões! Se mantivermos os números atuais de crescimento da economia e da população mundial, até 2030 necessitaremos de um segundo planeta Terra para viver… Por isso, nunca se falou tanto sobre sustentabilidade como nos dias atuais. O ser humano está começando a constatar que ele próprio coloca em risco sua sobrevivência no planeta. Neste livro, os autores convidam o leitor para um passeio pela linha do tempo da história da humanidade e explicitam o porquê de necessitarmos mudar, urgentemente, conceitos e hábitos de vida que até hoje não questionamos, ou simplesmente ignoramos.

AVENTURAS NA AMAZÔNIA: UMA BRILHANTE AVENTURA BIOLÓGICA!

Jornada Científica
Editora Moderna

Autor: Dan Green
Edição: 1ª Edição
Tradução: Daniela Almenara
Ilustração: David Shephard
Faixa etária: A partir de 13 anos
Trabalho interdisciplinar: Biologia, Ciências
Indicação: 8º Ano (EF2), 9º Ano (EF2)
Área: Não Ficção
Assunto: Desmatamento, Floresta amazônica, Meio ambiente
Tema transversal: Pluralidade Cultural, Ética, Meio Ambiente
Número de páginas: 48
ISBN: 9788516096717

Sinopse: Os livros da coleção Jornada Científica são feitos para estimular os jovens a desenvolver habilidades em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática. Eles aprenderão como aplicar o conhecimento científico por meio de aventuras literárias. Em cada história, o leitor deve responder uma série de perguntas e quebra-cabeças científicos para progredir e chegar ao fim.
Em Aventuras na Amazônia, o leitor é convidado a desvendar os enigmas da floresta tropical para ajudar em uma missão de resgate na Amazônia. Esta brilhante aventura biológica nos traz curiosidades sobre os animais, as plantas, o desmatamento e os segredos escondidos da natureza tropical.

NATUREZA E SERES VIVOS

Coleção Desafios
Editora Moderna 

Autor: Samuel Murgel Branco
Edição: 3ª Edição
Ilustração: Gilmar e Fernandes
Faixa etária: A partir de 11 anos
Trabalho interdisciplinar: Ciências, Português
Indicação: 6º Ano (EF2), 7º Ano (EF2), 8º Ano (EF2), 9º Ano (EF2)
Área: Não Ficção
Assunto: Cadeia alimentar, desenvolvimento sustentável, equilíbrio da natureza, interdependência entre natureza e seres vivos
Tema transversal: Ética, Meio Ambiente
Número de páginas: 56
ISBN: 9788516089368

Sinopse: Você já ouviu falar em cadeias alimentares, seres decompositores e fotossíntese? Pois estes são alguns dos conceitos que você conhecerá neste livro. Ele mostra como cada elemento da cadeia alimentar é importante para o equilíbrio da natureza. Ao ler esta obra, você perceberá a importância dos seres humanos para a preservação do meio ambiente, à medida que eles se relacionam com os lugares onde vivem, estabelecem um modo de vida e utilizam os recursos naturais. Desenvolver a consciência para a preservação do meio ambiente é fundamental para não comprometer seu equilíbrio. Você também tem um papel importante nessa tarefa. Leia o livro e descubra como. Vamos lá?