Educador, como vai sua relação com o dinheiro?

Um dos principais motivos para aceitar o convite da Editora Moderna para escrever a obra “Lições de Valor – Educação financeira escolar” foi a oportunidade de dialogar não somente com os alunos e suas famílias, mas também com os educadores.

Reverencio a profissão de educador pelo seu papel transformador na sociedade, mediando a relação de crianças, jovens e adultos com o conhecimento. Infelizmente, nosso país ainda carece de preparo e maturidade para reconhecer dignamente as pessoas que dão suas vidas a esta missão e escolhem esta profissão por puro amor à causa (sim, sabemos muito bem que o dinheiro não é o principal motivador desta decisão). Por isso considero tão importante educar financeiramente os educadores.

Andy de Santis é autora do livro Lições de Valor e parceira do blog para o tema Educação Financeira

Afinal, quando vivemos em um contexto de recursos limitados, é fundamental saber gerencia-los de forma eficaz. Cada passo precisa ser dado com muito planejamento e controle, afinal um imprevisto pode gerar consequências bastante desagradáveis. A boa notícia é que realizar sonhos não é só para milionários. Construir uma boa relação com o dinheiro depende de alguns aprendizados, dos quais destaco dois: fazer boas escolhas e antecipar riscos.

Para fazer boas escolhas é essencial conhecer seus sonhos, valores e prioridades, saber abrir mão do que não é essencial e investir no que faz realmente sentido para você. Mesmo que a sociedade, a mídia ou os vizinhos pressionem e tentem direcionar suas decisões, só você saberá dizer o que lhe satisfaz, o que nutre a sua essência. Saiba mais sobre este tema neste post.

Para antecipar riscos, é importante considerar que a nossa vida não é uma linha do tempo estável, rígida ou fixa. É um processo dinâmico, vivo, cheio de imprevistos e oportunidades no caminho. Tomar consciência deste processo nos ajuda a estar preparados para situações inesperadas, sejam elas negativas ou positivas. Quantas pessoas se descontrolam financeiramente por não estarem preparadas para uma pane elétrica, uma doença ou a perda de um emprego? E quantas vezes perdemos a oportunidade de fazer um bom investimento ou de aproveitar uma viagem pela metade do preço simplesmente porque não temos recursos reservados para momentos como estes? A falta de antecipação de riscos leva as pessoas a precisar do dinheiro mais caro, disponível em forma de produtos de crédito fácil e rápido. Vale lembrar que quanto mais fácil e rápido for o crédito, maior será o risco do banco não receber o dinheiro de volta, por isso os juros serão maiores também.

Lições de Valor: Educação Financeira escolar

O livro “Lições de Valor – Educação financeira escolar”, lançado pela Editora Moderna para alunos do Ensino Fundamental II é voltado não apenas a alunos e suas famílias, mas também aos educadores. Você terá acesso ao portal do professor, com textos, planilhas e atividades exclusivas para você fazer boas escolhas, antecipar riscos e organizar sua vida financeira. Um exemplo de exercício já está disponível aqui para você experimentar.

Eu sou Andyara de Santis Outeiro, autora do livro e estou aqui para dialogar com você sobre os conteúdos da obra e trazer dicas sobre educação financeira para aplicar na escola e na vida. Aproveite o espaço, traga seus dilemas, dúvidas e experiências. Vamos aprender juntos?

Join the discussion 3 Comments

Leave a Reply