A vida e a obra de Tatiana Belinky

Boa tarde, amigos modernos.

No último sábado, 15 de junho, a literatura infantojuvenil do Brasil perdeu um de seus maiores ícones: a escritora Tatiana Belinky. A autora faleceu aos 94 anos de idade. Toda a equipe da Editora Moderna, por onde a autora também fez grande escola, prestigia e guarda saudades da grande profissional e ser humano que foi Tatiana Belinky. Hoje, dedicamos um espaço especial para uma singela homenagem.

Nascida em 18 de março de 1919, em São Petersburgo, antiga União Soviética, Tatiana Belinky veio com a família para o Brasil com dez anos de idade. Iniciou sua vida literária em 1948, com o apoio de seu marido Júlio Gouveia, com quem se casara em 1940 e com quem teve dois filhos, cinco netos e três bisnetos. Seus primeiros projetos literários eram pequenas peças de teatro e textos traduzidos para crianças, realizados em conjunto com a Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo.

Entre 1951 e 1964, o grupo de teatro coordenado por Tatiana e Julio começou a realizar espetáculo de tele-teatro ao vivo pela TV Tupi. Os roteiros, adaptados da literatura nacional e internacional, eram escritos pela autora. Assim, surgiria também a adaptação de o Sítio do Pica-pau Amarelo, obra de Monteiro Lobato, com cerca de 350 capítulos.

Belinky também escreveu críticas literárias para diversos jornais durante a vida, como “O Estado de S.Paulo”, “Folha de São Paulo” e “Jornal da Tarde”;  e trabalhou em diversos programas da “TV Cultura”.

Escreveu mais de 250 obras de literatura infanto-juvenil durante toda a sua carreira, tendo recebido importantes prêmios nacionais e internacionais, como o Prêmio Jabuti (1989). Pela Editora Moderna, Tatiana Belinky tem grandes obras publicadas como “Olhos de ver”, “O caso do bolinho”, “O grande rabanete”, “Tatu na casca”, “Transplante de menina” e “O livro das tatianices”.

Em 2009, Tatiana Belinky foi eleita para uma das cadeiras da Academia Paulista de Letras e agora passa a ser imortalizada por suas obras:

Sinopse: Que tal um passeio pela São Paulo de algumas décadas atrás? É o que este apanhado de crônicas nos proporciona. Por suas histórias desfilam cenas e tipos que marcaram o dia-a-dia paulistano. Um mendigo pede apenas “a medida exata do seu querer”; crianças de rua vendem colchetes e barbatanas para colarinho, ou devolvem o troco de uma generosa esmola. E uma cidade diferente, bem mais tranquila e humana, vai surgindo diante de nós, na elegância poética da crônica de Tatiana Belinky.

Sinopse: Neste livro, Tatiana Belinky narra as memórias de sua terra natal e como a deixou para vir morar em um lugar desconhecido, que se chamava Brasil. Conta sobre sua chegada e primeiras impressões. Entre lembranças, brincadeiras e cenas da infância e juventude, mostra com delicadeza e talento como é que é que, com amor, se constrói um brasileiro por dentro.

Sinopse: Neste livro, entre séria e brincando (mais brincando do que séria, para dizer a verdade), Tatiana Belinky revela sua saborosa filosofia, construída em mais de oito décadas de existência. São limeriques e outros poemas, cheios de humor e absurdos, mas que levam o leitor a pensar seriamente sobre coisas muito importantes da vida.

 

12 Comentários

  • brenda disse:

    obrigada me ajudou bastante com o trabalho da minha escola ;)
    Parabens pelo SUCESSO QUERIDA TATIANA BELINKY BEIJOS ..

  • brenda disse:

    muito obrigada

  • Rosiane disse:

    Obrigada me ajudou bastante com o trabalho da minha escola

    parabéns pelo sucesso que deus te proteja beijos

  • helena disse:

    eu li transplante da menina, gostei muito. sou russa, posso entender tudo que ela tinha no momento da imigração.

  • Vitor Veloso disse:

    Obrigado,me ajudou muito no trabalho da escola

  • MARCIA EGLACI DE SOUZA disse:

    Sei que Tatiana já faleceu, mas eu estou realizando um projeto de leitura a partir de alguns livrinhos de literatura infantil. E o livro: “A torre do Rio Reno” está entre eles…
    Já fiz várias atividades com meus alunos e agora eles escreveram uma carta para a autora… Gostaria de saber se há alguém que responde pelas obras de Tatiana….
    Se há, gostaria que vocês me fornecessem o endereço para que possamos enviar a carta…
    Se não há, Pode ser o endereço do Michele, pois ele fez as ilustrações desse livro…
    Se puderem me auxiliar, ficarei muito grata…
    Um grande abraço.
    Marcia

  • Katia Dutra disse:

    Marcia, bom dia.
    Obrigada pelo seu comentário
    Vamos responder a sua solicitação por email, ok?

    Fico à disposição
    Abraços

  • Ótima história usei pra um trabalho da minha escola.FITO
    Pena que você morreu más você esta ne um lar seguro. Bjos eEduardo <3

  • Gerardina disse:

    Muito legal este site, gostei bastante desta biografia. Parabens

  • murilo disse:

    valeu me ajudou muito

  • murilo disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkk

  • valeu me ajudou muito espero tirar 10

Comentário

Seu e-mail não será publicado